Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of mannan-oligosaccharide supplementation on gut health, immunity, and production performance of broilers / Efeitos da suplementação de mananoligossacarídeo na saúde do intestino, imunidade e desempenho da produção de frangos

Asif, M; Hayat, Z; Rahman, A; Qamar, M. F; Nawaz, S; Ijaz, M; Badar, I. H; Asif, A. R; Yar, M. K.
Braz. j. biol; 84: e250132, 2024. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1374642

Resumo

The study was designed to investigate the effect of mannan-oligosaccharide (MOS) supplementation on intestinal histomorphology, immunity against Newcastle disease virus (NDV) and productive parameters of broilers. A total of 1800, day old broiler chicks of Cobb-500 strain were selected and randomly assorted into 6 treatment groups: T1 (basal diet without antibiotics as negative control); T2 (basal diet plus antibiotics as positive control group); T3 (basal diet plus 200g/ton MOS); T4 (basal diet plus 400g/ton MOS); T5 (basal diet plus 600g/ton MOS) and T6 (basal diet plus 800g/ton MOS). Each treatment was having 6 replicates and the feed intake, body weight gain and feed conversion ratio (FCR) were recorded on weekly basis. Results showed that, MOS supplemented birds have significantly higher feed intake, weight gain and FCR (P < 0.05). Similarly, supplementation of MOS showed positive effect on villus height and crypt depth both in jejunum and ilium. Goblet cell density was unaffected by MOS addition (P < 0.05). Furthermore, birds fed with diets containing MOS, exhibited better productive performance in comparison to positive and negative control groups. In conclusion, MOS can replace antibiotic growth promoters (AGPs) as non-microbial performance-enhancing feed advocates.
O estudo foi desenhado para investigar o efeito da suplementação de mananoligossacarídeo (MOS) na histomorfologia intestinal, imunidade contra o vírus da doença de Newcastle (NDV) e parâmetros produtivos de frangos de corte. Um total de 1.800 pintos de corte de um dia da linhagem Cobb-500 foram selecionados e distribuídos aleatoriamente em 6 grupos de tratamento: T1 (dieta basal sem antibióticos como controle negativo); T2 (dieta basal mais antibióticos como grupo controle positivo); T3 (dieta basal mais 200g/ton MOS); T4 (dieta basal mais 400g/ton MOS); T5 (dieta basal mais 600g/ton MOS) e T6 (dieta basal mais 800g/ton MOS). Cada tratamento tinha 6 repetições e o consumo de ração, ganho de peso corporal e conversão alimentar foram registrados semanalmente. Os resultados mostraram que as aves suplementadas com MOS apresentam consumo de ração, ganho de peso e CA significativamente maiores (P < 0,05). Da mesma forma, a suplementação de MOS mostrou efeito positivo na altura das vilosidades e na profundidade das criptas tanto no jejuno quanto no íleo. A densidade de células caliciformes não foi afetada pela adição de MOS (P < 0,05). Além disso, as aves alimentadas com dietas contendo MOS apresentaram melhor desempenho produtivo em comparação aos grupos controle positivo e negativo. Em conclusão, o MOS pode substituir os promotores de crescimento de antibióticos (AGPs) como defensores de alimentos não microbianos que melhoram o desempenho.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1