Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estação do ano ao parto e o desempenho reprodutivo de vacas leiteiras mestiças / Season of the year at calving and reproductive performance of crossbred dairy cows

Franco, Flávia Freire; Campos, Carla Cristian; Santos, Ricarda Maria dos.
Ciênc. Anim. (Impr.); 32(1): 9-17, jan.-mar. 2022. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1401828

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da estação do ano ao parto sobre a taxa de concepção à primeira inseminação pós-parto e o intervalo parto-concepção de vacas leiteiras mestiças. O estudo foi conduzido em sete fazendas localizadas em Ituiutaba/MG. O manejo reprodutivo foi realizado a cada 30 dias para avaliação ginecológica e diagnóstico de gestação. Na primeira cobertura pós-parto, as vacas detectadas em estro eram submetidas à inseminação artificial (IA) 12 horas após a detecção ou colocadas com touro (monta controlada ­ MC). As vacas não detectadas em estro até os 60 dias pós-parto eram submetidas à inseminação em tempo fixo (IATF). Os serviços subsequentes seguiam os critérios de cada fazenda. Foram avaliados 841 partos de 581 vacas ocorridos de janeiro de 2011 a junho de 2014. Os dados foram analisados pelo PROC GLIMMIX do SAS (p<0,05), sendo incluídos no modelo a fazenda, a estação do ano ao parto, o tipo da primeira inseminação pós-parto e possíveis interações. As vacas que receberam MC apresentaram taxa de concepção à primeira IA pós-parto maior do que as vacas submetidas à IA convencional e à IATF (p<0,001). Não foi detectada interação entre o tipo de serviço e a estação do ano ao parto (p=0,2989) na taxa de concepção. A estação do ano ao parto não interferiu na taxa de concepção à primeira IA pós-parto de vacas leiteiras mestiças (p=0,36). No entanto, vacas que pariram na primavera-verão tiveram esse intervalo maior em relação às que pariram no outono-inverno (p=0,0044). Desta forma, concluiu-se que vacas leiteiras mestiças cujos partos ocorrem nas estações mais quentes e úmidas do ano apresentam um comprometimento da eficiência reprodutiva subsequente.
The study aimed to evaluate the effects of the season of the year at calving on the conception rate at the first insemination post-partum and the calving-conception interval of crossbred dairy cows. The study was conducted on seven farms located in Ituiutaba/MG. The reproductive management was performed every 30 days for gynecologic evaluation and pregnancy diagnostic. At the first post-partum service, cows detected in estrus were submitted to artificial insemination (AI) 12 hours after estrus detection or bred by the sire (controlled breeding ­ CB). Cows that were not detected in estrus until 60 days after calving were submitted to timed artificial insemination (TAI). The subsequent services followed the criteria of each farm. A total of 841 parturitions from 581 cows occurred from January 2011 to June 2014 were evaluated. Data were analyzed by PROC GLIMMIX of SAS (p<0.05), including the farm, the season of the year at calving, the type of the first insemination post-partum and, possible interactions in the model. Cows submitted to CB presented a higher conception rate at first insemination post-partum than cows submitted to conventional AI and TAI (p<0.001). There was no interaction between the service type and the season of the year at calving (p=0.2989) on the conception rate. The season of the year at calving did not influence the conception rate at first insemination post-partum of crossbred dairy cows (p=0.36). However, cows that calved during spring-summer had a prolonged interval in relation to cows that calved during autumn-winter (p=0.0044). In conclusion, crossbred dairy cows whose calving occurs in the hottest and wettest seasons of the year show a subsequent impairment of their reproductive performance.
Biblioteca responsável: BR68.1