Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Methods of application of salicylic acid as attenuator of salt stress in cherry tomato / Métodos de aplicação de ácido salicílico como atenuantes do estresse salino em tomateiro cereja

Silva, A. A. R; Lima, G. S; Azevedo, C. A. V; Veloso, L. L. S. A; Lacerda, C. N; Gheyi, H. R; Pereira, W. E; Silva, V. R; Soares, L. A. A.
Braz. j. biol; 82: e265069, 2022. tab, ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1403812

Resumo

Salt stress caused by excess salts present in irrigation water, is one of the biggest barriers in agricultural production, especially in semi-arid regions. Thus, the use of substances, such as salicylic acid, that minimize the deleterious effects of salinity on plants can be an alternative to ensure satisfactory production. In this context, the objective of this study was to evaluate the effects of different methods of application of salicylic acid on the growth, production and water use efficiency of cherry tomato plants under salt stress. The study was conducted in a greenhouse, using an Entisol soil with a sandy loam texture. The treatments were distributed in a completely randomized design, in a 2×4 factorial arrangement, corresponding to two levels of electrical conductivity of irrigation water - ECw (0.6 and 2.6 dS m-1) and four methods of application of salicylic acid (Control - without application of SA; via spraying; via irrigation and via spraying and irrigation), with five replicates and one plant per plot. The salicylic acid concentration used in the different methods was 1.0 mM. Application of salicylic acid via foliar spraying increased the growth, production and water use efficiency of cherry tomato plants. The salt stress induced by the electrical conductivity of 2.6 dS m-1 was attenuated by the foliar application of salicylic acid. The use of water of 2.6 dS m-1 associated with the application of salicylic acid via irrigation water further intensified the adverse effects of salinity on cherry tomato plants.
O estresse salino ocasionado pelo excesso de sais presentes na água de irrigação, é um dos maiores entraves para a produção agrícola, sobretudo em regiões semiáridas. Assim, a utilização de substâncias, como o ácido salicílico, que minimizem os efeitos deletérios da salinidade sobre as plantas pode ser uma alternativa para garantir uma produção satisfatória. Neste contexto, objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos de diferentes métodos de aplicação de ácido salicílico sobre o crescimento, a produção e a eficiência do uso da água de plantas de tomate cereja sob estresse salino. O estudo foi conduzido em casa de vegetação, utilizando-se de um solo Entisol de textura franco-arenosa. Os tratamentos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizados, em arranjo fatorial 2×4, sendo duas condutividades elétricas da água de irrigação - CEa (0,6 e 2,6 dS m-1) e quatro métodos de aplicação de ácido salicílico (Testemunha - sem aplicação de AS; via pulverização; via irrigação e pulverização e irrigação), com cinco repetições e uma planta por parcela. A concentração de ácido salicílico utilizada nos diferentes métodos foi de 1,0 mM. A aplicação de ácido salicílico via pulverização foliar, aumentou o crescimento, a produção de plantas de tomate cereja, e a eficiência do uso da água. O estresse salino induzido pela condutividade elétrica de 2,6 dS m-1 foi amenizado pela aplicação foliar de ácido salicílico. O uso de água de 2,6 dS m-1 associado a aplicação de ácido salicílico via lâmina de irrigação, intensificou os efeitos adversos da salinidade nas plantas de tomate cereja.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1