Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Biochemical parameters, C-reactive protein, and proteinogram of Sapajus libidinosus kept in captivity / Parâmetros bioquímicos, proteína C-reativa e proteinograma de Sapajus libidinosus mantido em cativeiro

Ferreira, Adriano Fernandes; Silva, Grasiene Meneses; Silvestre-Ferreira, Ana Cristina; Queiroga, Felisbina Luísa.
Ciênc. rural (Online); 53(6): e20210789, 2023. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1404255

Resumo

ABSTRACT: Sapajus libidinosus is a New World primate belonging to the Cebidae family that lives in the caatinga and cerrado, which are known Brazilian biomes. It is currently classified as near threatened, almost endangered, by the main animal protection organizations. Knowledge of biochemistry, the C-reactive protein, and the proteinogram are important for the preservation of this species. Our study established reference intervals for several biochemical variables and the proteinogram. For this purpose, blood samples were collected from 50 S. libidinosus monkeys (25 males and 25 females) kept in captivity at the Brazilian state of Paraíba. Descriptive analysis and reference intervals were estimated following the guidelines of the American Society of Veterinary Clinical Pathology, using the Reference Value Advisor 2.1 software. In the overall population (n=50), significant differences (P < 0.05) were noted for creatinine and total proteins when considering the age factor (higher in adults), as well as for albumin and indirect bilirubin (higher in juveniles). Sex-associated differences (females versus males, P < 0.05) were reported for serum urea and creatinine (higher in males), as well as for albumin and Beta-Globulins (higher in females). In conclusion, to the authors' best knowledge, the present results are innovative and can be used as reference intervals for assessing the animals' health status. Moreover, it is also pioneer in determining the C-reactive protein in this species. It is important to emphasize that gender and age categories can have an influence and should be considered when interpreting the tests results.
RESUMO: O Sapajus libidinosus é um primata do novo mundo pertencente à família Cebidae que habita os biomas da caatinga e cerrado do Brasil. Atualmente esta classificado como quase ameaçado pelos principais orgãos de proteção animal. O conhecimento da bioquímica sérica, proteína C reativa e proteinograma são importantes na preservação desta espécie. O nosso estudo tem como objetivo determinar os intervalos de referência para várias variáveis bioquímicas e proteinograma. Para isso, foram colhidas amostras de sangue de 50 macacos da espécie S. libidinosus (25 machos e 25 fêmeas) mantidos em cativeiro no estado da Paraíba, Brasil. A análise descritiva e os cálculos dos intervalos de referência foram estimados segundo as diretrizes da Sociedade Americana de Patologia Clínica Veterinária com o uso do software Reference Value Advisor 2.1. Na população total (n=50), considerando o factor idade, foram observadas diferenças significativas (P < 0,05) para a creatinina e proteínas totais (valores superiores nos adultos) e para a albumina e bilirrubina indirecta (valores superiores nos jovens). Foram encontradas diferenças associadas ao sexo (fêmeas versus machos, P < 0,05) para a ureia e creatinina séricas (valores superiores nos machos) e albumina e Beta-Globulinas (valores superiores nas fêmeas). Conclui-se que, tanto quanto é do conhecimento dos autores, os resultados deste estudo são inovadores e podem ser utilizados como intervalos de referência para avaliação do estado de higidez dos animais e é pioneiro na determinação da proteína C reativa nesta espécie. É importante salientar que o sexo e a faixa etária podem ter influência e devem ser levados em consideração pelos profissionais na interpretação dos exames.
Biblioteca responsável: BR1.1