Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Parasitological diagnosis of fecal samples from domestic dogs from the municipality of Niterói, Rio de Janeiro, Brazil / Diagnóstico parasitológico de amostras fecais de cães domésticos provenientes do município de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil

Ugalde, J. M; Sakamoto, C. A. M; Cunha, N. C; Barros, L. A.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 75(1): 35-40, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1416470

Resumo

From 2015 to 2021 the prevalence of parasites was evaluated in fecal samples of dogs from the municipality of Niterói, RJ. The samples were examined at the Laboratory of Diagnostic Support in Parasitic Diseases (LADDP) of the Veterinary School at the Federal Fluminense University (UFF), using centrifugal flotation, sedimentation and mini-FLOTAC techniques. Of the 1,037 samples examined, 30.6% (318/1,037) showed positive results for some parasitic infections, of which 80.5% (256/318) were positive for only one species of parasite and 19.5% (62/318) for multiple infections. Parasitism by Ancylostoma caninum was the most prevalent, with 39% (124/318), followed by Giardia sp., 16% (51/318); Toxocara canis, 14.5% (46/318); Trichuris vulpis, 8.5% (27/318); Cystoisospora canis, 8.5% (27/318); Dipylidium caninum, 7.9% (25/318); and Cryptosporidium sp., 5.6% (18/318). The parasitological diagnosis of dogs in urban areas is the best choice to evaluate the efficacy of control measures adopted for parasitic infections, including those with zoonotic importance.
Durante o período de 2015 a 2021, foi avaliada a prevalência de endoparasitos em amostras fecais de cães provenientes do município de Niterói, RJ. As amostras foram analisadas no Laboratório de Apoio Diagnóstico em Doenças Parasitárias (LADDP) da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF), sendo usadas as técnicas de centrifugo-flutuação, sedimentação simples e mini-FLOTAC. Das 1.037 amostras analisadas, 30,6% (318/1.037) apresentaram resultados positivos para alguma infecção parasitária, sendo dessas 80,5% (256/318) positivas para apenas uma espécie de parasito e 19,5% (62/318) para infecções múltiplas. O parasitismo por Ancylostoma caninum foi o mais prevalente, com 39% (124/318), seguido por Giardia sp., 16% (51/318), Toxocara canis, 14,5% (46/318), Trichuris vulpis, 8,5% (27/318), Cystoisospora canis, 8,5% (27/318), Dipylidium caninum, 7,9% (25/318) e Cryptosporidium sp., 5,6% (18/318). O diagnóstico parasitológico de cães em áreas urbanas é a melhor alternativa para a avaliação da eficácia dos programas de controle de infecções parasitárias, incluindo aquelas com importância zoonotica.
Biblioteca responsável: BR68.1