Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Nodular lymphocytic conjunctivitis in a horse - case report / Conjuntivite linfocítica nodular em equino - relato de caso

Carrara, C. B; Ferrante, M; Zapata, G. L.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 75(1): 113-116, 2023. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1416603

Resumo

The case of an equine with nodular lymphocytic conjunctivitis is described. A 14-year-old crossbred mare was seen presenting with development of a mass in the nasal angle of the right eye, behind the third eyelid. The tutor reported slow growth over 4 years, always accompanied by epiphora, and that no treatment had been performed prior to consultation. The histopathological and immunohistochemical results found a nodular, subepithelial structure, composed predominantly of densely packed small lymphocytes. Through the exams, associated with studies with monoclonal anti B lymphocyte antibodies and polyclonal anti T lymphocyte antibodies, the diagnosis of nodular lymphocytic conjunctivitis was reached. Only clinical pharmacological treatment was chosen, based on the use of topical and intralesional hydrocortisone acetate. After one month of treatment the mass completely disappeared without sequelae.
Descreve-se o caso de um equino com conjuntivite linfocítica nodular. Uma égua, mestiça, de 14 anos, foi atendida apresentando desenvolvimento de uma massa no ângulo nasal do olho direito, atrás da terceira pálpebra. O tutor relatou um crescimento lento durante 4 anos, sempre acompanhado de epífora, para o qual não foi realizado tratamento prévio à consulta. Os resultados histopatológico e imuno-histoquímico constataram uma estrutura nodular e subepitelial, composta predominantemente por linfocitos pequenos densamente agrupados. Por meio dos exames, associados a estudos com anticorpos monoclonais antilinfocitos B e anticorpos policlonais antilinfocitos T, chegou-se ao diagnóstico de conjuntivite linfocítica nodular. Optou-se apenas pelo tratamento clínico farmacológico, baseando-se na utilização de acetato de hidrocortisona tópica e intralesional. Após um mês de tratamento, a massa involuiu por completo, sem deixar sequelas.
Biblioteca responsável: BR68.1