Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Spatial dynamics of Amazonian commercial fisheries: an analysis of landscape composition and fish landings / Dinâmica espacial da pesca comercial amazônica: uma análise da composição da paisagem e dos desembarques de pescado

Lopes, G. C. S; Matos, O. F; Freitas, C. E. C.
Braz. j. biol; 83: e265791, 2023. tab, graf, mapas
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1417531

Resumo

Amazonian commercial fishing is artisanal, and landings can be influenced by the flood pulse, the consumer market, the level of exploitation of species, habitat quality and vegetation cover. In this study, landscape variables and the river level were evaluated as possible drivers in the composition of catches landed in three regions of the SolimõesAmazon River. Fish landing data were collected in the upper and lower Solimões River and lower Amazon River. Fishing locations were mapped with information from fishers, civil defense departments and from the literature. Information related to river level and landscape was acquired from databases available online. Maps with the the radius of action of the fishing fleet and the quantification of landscape variables were made for periods of high and low-water, and non-metric multidimensional scaling analysis (nMDS) with catches by species, by region and hydrological period were performed. The largest operating radius of the fishing fleet was of 1,028 km and was identified in the lower Amazon River, which is probably due to the larger size of the consumer market, vessel characteristics and level of exploitation of the species near the landing center. The proportion of vegetation cover was reduced from 87% in the upper stretches of the Solimões River to 46% in the lower stretches. The upper and lower Solimões River regions presented a greater variety of species in the composition of landings. It was identified that the composition of landings between the three analyzed regions possibly varied according to the availability of habitats, indicating the importance of landscape variables for fish landings.
A pesca comercial amazônica é artesanal e os desembarques podem ser influenciados pelo pulso de inundação, mercado consumidor, nível de explotação das espécies, qualidade do hábitat e cobertura da vegetação. Nesse estudo, avaliamos as variáveis da paisagem e o nível do rio como possíveis impulsionadores na composição das capturas desembarcadas em três regiões do rio Solimões-Amazonas. Os dados de desembarque de pescado foram coletados no Alto e Baixo rio Solimões e Baixo rio Amazonas. Os locais de pesca foram mapeados com informações dos pescadores, da defesa civil e literatura. As informações relacionadas ao nível do rio e a paisagem foram adquiridas em bancos de dados disponíveis online. Mapas com o raio de atuação da frota pesqueira e a quantificação das variáveis da paisagem foram elaborados para períodos de águas altas e baixas e as análises de escalonamento multidimensional não-métrico (nMDS) com as capturas por espécie, por região e período hidrológico foram realizadas. O maior raio de atuação da frota pesqueira foi de 1.028 km e foi identificado no Baixo rio Amazonas provavelmente devido ao maior tamanho do mercado consumidor, características das embarcações e nível de explotação das espécies próximo do centro de desembarque. A proporção de cobertura de vegetação teve uma redução de 87% no trecho superior do rio Solimões para 46% no trecho inferior. As regiões do Alto e Baixo rio Solimões apresentaram maior variedade de espécies na composição dos desembarques. Foi identificada que a composição dos desembarques entre as três regiões analisadas variou possivelmente conforme a disponibilidade de hábitats, indicando a importância das variáveis da paisagem para os desembarques de pescado.
Biblioteca responsável: BR68.1