Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Infecção experimental por Salmonella enterica subespecie enterica sorotipo Panama e tentativa de transmissão aérea em leitões desmamados / Experimental infection by Salmonella enterica subsp. enterica serovar Panama do not follow the expected behavior in an airborne transmission trial

Masson, G. C. I. H; Carvalho, L. F. O. S; Oliveira, L. G; Ibrahim, I. N. A. F.
Ars vet; 26(3): 160-165, 2010. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1419128

Resumo

Organismos do gênero Salmonella spp são frequentemente isolados de suínos e muitos casos de salmonelose em humanos já foram descritos após o consumo de sua carne. Geralmente a doença cursa com diarréia, mas pode causar a morte decorrente à septicemia. Amostras colhidas em granjas de suínos e frigoríficos demonstram uma grande variedade de sorotipos, entretanto estudos epidemiológicos a respeito das vias de transmissão e infecção não estão totalmente esclarecidos haja vista as particularidades a cada sorotipo. Com o objetivo de se verificar a via de transmissão aérea para Salmonella enterica sorotipo Panama, realizou-se um estudo com o mínimo de risco de contaminação externa inoculando-se leitões mantidos em baias isoladoras. Foram utilizados seis leitões que constituíram respectivamente um grupo controle, um grupo sentinela e um grupo infectado após inoculação oral com Salmonella Panama resistente ao ácido nalidixico. Suabes retais, pool de fezes e amostras do fluxo de ar das baias foram coletadas diariamente durante 14 dias quando os animais foram eutanasiados e assepticamente necropsiados. Amostras de tecidos e suabes retais foram incubadas a 37°C em Peptona tamponada por 24 horas e transferidas para o meio seletivo Rappaport-Vassiliadis e Tetrationato Müller Kaufmann seguindo-se de semeadura em ágar xilose lisina tergitol 4 (XLT4) e verde-brilhante modificado, suplementados com ácido nalídixico. Colônias características foram submetidas às provas bioquímicas, em ágar tríplice açúcar ferro (TSI), ágar ferro lisina (LIA) e sorologia em lâmina. Amostras de sangue foram submetidas ao teste de ELISA. Os resultados encontrados demonstraram que os animais inoculados desenvolveram a infecção sistêmica, mas a transmissão aérea não foi comprovada.
The genus Salmonella spp. is commonly isolated from pigs and many cases of salmonellosis in humans have been reported after pork meat consumption. Usually the disease presents with diarrhea, but can cause death due to septicemia. Samples taken from pig farm and slaughterhouses demonstrate a wide variety of serotypes, but epidemiological studies about transmission and infection are not entirely clear considering the particularities of each serotype. The aim of this study was to check the air transmission for Salmonella enterica serotype Panama. A trial was carry out with minimal risk of external contamination keeping inoculated pigs in isolation cabinets. Six pigs were distributed respectively in a control group, a sentinel group and an infected group after oral inoculation with Salmonella Panama resistant to nalidixic acid. Rectal swabs, pooled samples of feces and air flow of the cabinets were collected daily for 14 days when the animals were euthanized and necropsied aseptically. Tissue samples and rectal swabs were incubated at 37°C on Buffered Peptone water for 24 hours and transferred to Rappaport-Vassiliadis selective medium and Tetrationate Müller Kaufmann following smears on xylose lysine Tergitol 4 agar (XLT4) and modified brilliant green agar either supplemented with nalidixic acid. Characteristic colonies were subjected to biochemical tests on triple sugar iron agar (TSI), lysine iron agar (LIA) and serology on a glass slide. Blood samples were submitted to ELISA test. The results showed that inoculated animals have developed systemic infection, but airborne transmission has not been proven.
Biblioteca responsável: BR68.1