Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of mixed feeding strategies with different dietary energy: protein ratios on juvenile Nile tilapia (Oreochromis niloticus) / Efeitos de estratégias de alimentação mista com diferentes relações de energia: proteína para juvenis de tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus)

Litaiff, Isabela; Moesch, Samara; Sado, Ricardo Yuji; Bicudo, Álvaro José de Almeida.
Ciênc. anim. bras. (Impr.); 24: 74420P, 2023. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1430186

Resumo

The evaluation of feeding strategies is necessary to ensure the sustainability of aquaculture. This study assessed the effect of two diets with different E:P ratios (9.6 and 10.3 kcal of digestible energy per gram of crude protein) on Nile tilapia juveniles. The growth, feed and nutrient use, economic parameters, whole-body composition, and liver steatosis of fish were evaluated. There was no significant effect of treatments on the growth, feed intake, feed conversion ratio, uniformity, and survival of the fish. The lower feed cost (P>0.05) per biomass or 1000 units produced was registered in Nile tilapia juveniles fed with 10.3 kcal DE/g CP diet for seven days. The contribution of ether extract in fish weight gain was reduced (P=0.055) by the increased use of the 10.3 kcal DE/g CP diet in the feeding strategies. The same trend was observed in fish whole-body lipid levels. Body indexes were similar (P>0.05) among fish from the different treatments. Mixing diets with different E:P ratios in a weekly feeding protocol does not impair productive performance of Nile tilapia juveniles. However, considering the cost of feeding, the recommendation is to supply a diet with 33%CPand 3.4 kcal/DE for seven days per week.(AU)
A avaliação das estratégias de alimentação é necessária para garantir a sustentabilidade da aquicultura. Este estudo avaliou o efeito de duas dietas com diferentes proporções de E:P (9,6 e 10,3 kcal de energia digestível por grama de proteína bruta) para juvenis de tilápia do Nilo. Foram avaliados o crescimento, uso da dieta e nutrientes, parâmetros econômicos, composição corporal e esteatose hepática de peixes. Não houve efeito significativo dos tratamentos sobre o crescimento, consumo de ração, conversão alimentar, uniformidade e sobrevivência dos peixes. O menor custo de ração (P>0,05) por biomassa ou 1000 unidades produzidas foi registrado nos juvenis de tilápia do Nilo alimentados com a dieta 10,3 kcal DE/g PB por sete dias. A contribuição do extrato etéreo no ganho de peso dos peixes foi reduzida (P=0,055) pela maior utilização da dieta 10,3 kcal DE/g PB nas estratégias de alimentação utilizadas. A mesma tendência foi observada nos níveis de lipídios corporais em peixes. Os índices corporais foram semelhantes (P>0,05) entre os peixes dos diferentes tratamentos. A mistura de dietas com diferentes relações E:P em um protocolo de alimentação semanal não prejudica o desempenho produtivo de juvenis de tilápia do Nilo. No entanto, considerando os custos de alimentação, a recomendação é fornecer uma dieta com 33% PB e 3,4 kcal/DE por sete dias por semana.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1