Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Frequence of antibodies for Neospora caninum and Toxoplasma gondii in dogs in northest of São Paulo State / Freqüência de anticorpos anti- Neospora caninum e anti- Toxoplasma gondii em cães da região nordeste do Estado de São Paulo. Correlação com neuropatias

Varandas, Nancy Prette; Rached, Paula Abi; Costa, Gustavo Henrique Nogueira; Souza, Luciano Melo de; Castagnolli, Karina Carrão; Costa, Alvimar José da.
Semina ciênc. agrar; 22(1): 105-111, 2001.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1433030

Resumo

Two hundred and ninety five samples of canine sera, of dogs from northeast of Sao Paulo State were tested using an immunofluorescent antibody technique (RIFI-IgG) for the presence of Neospora caninum and Toxoplasma gondii antibodies. The relationship between antibodies and casual clinical problems also were investigated. The reactions with title = 50 ( N. caninum) and = 16 ( T. gondii) were considered positive. A total of 25 (8,48%) of tested samples were reactive and 270 (91,52%) non-reactive to N. caninum, while 151 (51,19%) of the samples were reactive and 144 (48,81%) were non-reactive to T. gondii. Dogs with serum that reacted positively to both protozons parasites were seen in 17 animals (5,76%). From 58 dogs (19,66%), that showed nervous sintomatology, were detected antibodies in 04 (1,36%) to N. caninum and in 24 (8,14%) to T. gondii. Statistical differences (P < 0,05) between normal dogs and dogs with nervous sintomatology were not observed, despite of some papers have associated nervous signals with these parasites. More experiments should be conduced to show the relationship between N. caninum and clinical problem.
Investigou-se a presença de anticorpos anti- N. caninum e anti- T. gondii em 295 soros colhidos de cães oriundos da região Nordeste do Estado de São Paulo, com o objetivo de correlacionar a presença de anticorpos com eventuais distúrbios clínicos. Todas as amostras de soros foram examinadas pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para ambos protozoários. As reações com recíprocas de títulos igual ou maior que 50 (N. caninum) e 16 ( T. gondii) foram consideradas positivas. Diluições seqüenciais foram efetuadas até a obtenção do título sorológico final. Os resultados revelaram que 25 (8,48%) e 151 (51,19%) dos cães examinados apresentavam anticorpos anti- N. caninum e anti- T. gondii, respectivamente. Anticorpos para ambos os coccídios foram detectados em 17 animais (5,76%). Dos 58 cães (19,66%) que apresentavam sintomatologia nervosa, foram detectados anticorpos em 04 (1,36%) para N. caninum e em 24 (8,14%) para T. gondii. Apesar da literatura atribuir a ambos coccídios a etiologia de distúrbios neurológicos em cães, os resultados obtidos não revelaram correlação significativa (P>0,05) entre sorologia positiva e a presença de neuropatias nos animais examinados. Experimentos especialmente delineados necessitam ser conduzidos, principalmente com N. caninum, para elucidar essa eventual e importante correlação.
Biblioteca responsável: BR68.1