Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effective treatment of a case of pregnancy toxemia in sheep: case report / Tratamento eficaz de um caso de toxemia de gestação em ovelhas: relato de caso

Anteveli, G; Oliveira, C. S; Alves, B. A; Torres, B. S; Joaquim, M. V. G; Jorge, J. G. C; Facury Filho, E. J; Meneses, R. M; Carvalho, A. Ú; Moreira, T. F.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 75(2): 254-260, Mar.-Apr. 2023. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1434108

Resumo

Pregnancy toxemia has a high mortality rate and few cases with effective treatment are reported, especially when associated with secondary diseases. Therefore, the present work reports the case of a sheep, which was referred to the veterinary hospital of UFMG, in the last month of pregnancy, presenting apathy, hyporexia and sternal recumbency. After the diagnosis of pregnancy toxemia, the fetuses were removed while still alive, but did not survive. Monitoring was started with blood gas analysis, blood glucose assessments and laboratory tests. The results were consistent with liver damage, which was justified by the condition of lipolysis. Treatment consisted of electrolyte replacement plus 50% glucose and potassium chloride, along with administration of antibiotics (ceftiofur, 5mg/kg/SID/IM/7 days), flunixim meglumine (2.2mg/kg/SID/IM first day and 1.1mg/kg/SID/IM on the second and third days) and omeprazole (4mg/kg/SID/oral). The patient had secondarily clinical laminitis, which was treated with cryotherapy and anti-inflammatory drugs, in addition to mastitis, using a single dose of intramammary antibiotics. The work demonstrated the effectiveness of the treatment of pregnancy toxemia, when performed early and intensively, associated with daily clinical and laboratory monitoring of the animal.
A toxemia da prenhez possui alto índice de mortalidade, e poucos casos com tratamento eficaz são relatados, principalmente quando associados a doenças secundárias. Diante disso, o presente trabalho relata o caso de uma ovelha, que foi encaminhada ao hospital veterinário da UFMG, no último mês de gestação, apresentando apatia, hiporexia e decúbito esternal. Após o diagnóstico de toxemia da prenhez, os fetos foram retirados ainda vivos, porém não sobreviveram. Iniciou-se um monitoramento com análises hemogasométricas, avaliações de glicemia e exames laboratoriais. Os resultados foram condizentes com lesão hepática, a qual foi justificada pelo quadro de lipólise. O tratamento consistiu em reposição hidroeletrolítica associada à glicose 50% e a cloreto de potássio, juntamente com administração de antibióticos (ceftiofur, 5mg/kg/SID/IM/7 dias), flunixim meglumine (2,2mg/kg/SID/IM no primeiro dia e 1,1mg/kg/SID/IM no segundo e terceiro dias) e omeprazol (4mg/kg/SID/oral). A paciente apresentou secundariamente laminite clínica, a qual foi tratada com crioterapia e antinflamatórios, além de um quadro de mastite, sendo utilizado antibiótico intramamário em dose única. O trabalho demonstrou a eficácia do tratamento da toxemia da prenhez, quando realizado de forma precoce e intensiva, associado a um monitoramento clínico e laboratorial diário do animal.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1