Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Nutritional value of the rhizome of macambira (Bomelia laciniosa) fresh or subjected to burning by fire / Valor nutritivo do rizoma da macambira (Bomelia laciniosa) in natura ou submetido a queima pelo fogo

Garcez, Bruno Spíndola; Alves, Arnaud Azevêdo; Moreira, Antônia Leidiana; Moreira Filho, Miguel Arcanjo.
Acta Vet. Brasilica; 8(3): 215-220, 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1453510

Resumo

This study aimed to assess the nutritional value and the kinetics of in situ ruminal degradation of the rhizome of macambira fresh or subjected to burning by fire. We determined the dry matter (DM), and DM basis, the crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), mineral matter (MM), ether extract (EE), gross energy (GE), hemicellulose (HEM), cellulose (CEL), lignin (LIG) and in situ degradability of DM, CP and NDF in the times 6, 24 and 72 hours. The DM content of macambira fresh (61.3%) was lower compared to burned macambira (66.9%) due to loss of moisture caused by heating. The fiber neutral detergent (53.5% fresh and 58.4% burned) and acid detergent (22.9 and 34.7%, respectively) were higher in macambira subjected to burning For the in situ degradability decreased the values of potential degradation (PD) and effective (DE) when treatment with fire, and reduction in soluble fractions (a) and potentially degradable (b). The action of burning the macambira promotes increased cell wall constituents and reduces the degradation kinetics of DM, CP and NDF, but with potential for improving the quality of the fiber, as the potential degradation of this constituent. So, do not indicate the completion of burning macambira before the animal feeding for improvement in nutritional value.
Objetivou-se avaliar o valor nutritivo e a cinética da degradação ruminal in situ do rizoma da macambira in natura ou submetida à queima pelo fogo. Determinou-se os teores de matéria seca (MS), e com base na MS, a proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), matéria mineral (MM), extrato etéreo (EE), energia bruta (EB), hemicelulose (HEM), celulose (CEL), lignina (LIG) e a degradabilidade in situ da MS, PB e FDN nos tempos 6, 24 e 72 horas. Verificou-se menor teor de MS na macambira in natura (61,3%) em relação à submetida a queima (66,9%), o que está relacionado à perda de umidade provocada pelo aquecimento. Os teores de fibra em detergente neutro (53,5% in natura e 58,4% queimada) e em detergente ácido (22,9 e 34,7%, respectivamente) foram elevados na macambira submetida à queima. Para a degradabilidade in situ houve redução nos valores de degradação potencial (DP) e efetiva (DE) pelo processo de queima, além de redução nas frações solúvel (a) e potencialmente degradável (b). A ação da queima à macambira promove aumento dos constituintes da parede celular e reduz à cinética de degradação da MS, PB e FDN, porém com potencial de melhoria da qualidade da fibra, quanto à degradação potencial deste constituinte. Assim, não se indica a realização da queima da macambira antes do fornecimento aos animais visando melhoria no valor nutritivo.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1