Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Animal performance and carcass characteristics of steers finished in black oat pasture with or without energetic supplement - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i4.1148 / Desempenho animal e características da carcaça de novilhos terminados em pastagem de aveia preta, com ou sem suplementação energética - DOI: 10.4025/actascianimsci.v27i4.1148

Barros Moreira, Fernanda; Nunes do Prado, Ivanor; Evelázio de Souza, Nilson; Matsushita, Makoto; Yurika Mizubuti, Ivone; Maria Araújo Macedo, Lívia.
Acta sci., Anim. sci; 27(4): 469-473, 2005.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1458960

Resumo

This work was carried out to evaluate the effect of energetic supplement on animal performance and carcass characteristics of steers finished in black oat pasture. Twelve Nelore steers were used with initial body weight of 398 kg and age average of 23 months. The animals fe on black oat pasture during 28 days, in which period two treatments were evaluated: without or with energetic supplement. The intake level of energetic supplement was 0.2% of body weight (50% of cassava meal and 50% of canola seeds). The average daily gain (ADG) and the final body weight (FBW) were similar in both treatments (1.31 and 435 kg without supplement; 1.53 and 440 kg with energetic supplement). There was no difference between the treatments concerning the carcass yield (55.5 vs 54.3%), loin area (68.7 vs 77.1 cm2) and fat thickness (5.7 vs 7.5 mm). The conclusion of this work is that the energetic supplement, on the intake level of 0.2% of body weight, did not influence the animal performance and the carcass characteristics evaluated
O objetivo deste trabalho foi, avaliar o efeito da suplementação energética sobre o desempenho animal e as características de carcaça de novilhos terminados em pastagem de aveia preta. Foram utilizados 12 novilhos Nelore, com peso médio inicial de 398 kg e idade média de 23 meses. Os animais permaneceram em pastagem de aveia preta durante 28 dias, sendo avaliados dois tratamentos: sem e com suplementação energética. O nível de consumo da suplementação energética foi de 0,2% do peso vivo (50% de farinha de varredura da mandioca e 50% de canola em grão). O ganho médio diário (GMD) e o peso vivo final (PVF) foram semelhantes entre os tratamentos (1,31 e 435 kg sem suplementação; 1,53 e 440 kg com suplementação energética). Não houve diferença entre os tratamentos quanto ao rendimento de carcaça (55,5 vs 54,3%), área de olho de lombo (68,7 vs 77,1 cm2) e espessura de gordura de cobertura (5,7 vs 7,5 mm). Conclui-se que a suplementação energética, no nível de consumo de 0,2% do peso vivo, não apresentou efeito sobre o desempenho animal e características da carcaça nos tratamentos avaliados
Biblioteca responsável: BR68.1