Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Levels in Protein Supplements for Steers Grazing Mombaça Pasture during the Winter - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i1.665 / Níveis de uréia em suplementos protéicos para novilhos mantidos em pastagem de capim Mombaça no inverno - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i1.665

Barros Moreira, Fernanda; Yurita Mizubuti, Ivone; Nunes do Prado, Ivanor; Antônio da Rocha, Marco; Luis de Azambuja Ribeiro, Edson; Takeo Matsubara, Marcelo.
Acta sci., Anim. sci; 28(1): 63-71, 2006.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1458978

Resumo

This work objective was to evaluate the effect of different urea levels in protein supplements compared to mineral supplements on the performance of steers grazing Mombaça pasture, during the winter. Thirty six steers were used (±347 kg, ±18 months), splited into 4 treatments: protein mineral salt supplement with 5% of urea (SP5); 10% of urea (S10); 15% of urea (S15); mineral sal supplementation (SMI). There was a quadratic effect of the urea levels on the average daily gain (ADG), and the best ADG was for the S10 treatment (0,87 kg/day). In the first 28 days of supplementation, there was a reduction on the ADG as the urea levels rise. There was a decreased in the supplements intake when the urea porcentage increased. Considering the costs, the better net income was for the S10 treatment, were the excedent gain was of R$0.41/animal/day.
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes níveis de uréia em suplementos protéicos em comparação com a suplementação mineral sobre o desempenho de novilhos mantidos em pastagem de capim Mombaça no período da entressafra. Foram utilizados 36 novilhos (±347 kg, ±18 meses), separados ao acaso em quatro tratamentos: suplementação com sal mineral (SMI), com sal mineral proteinado com 5% de uréia (SP5), com 10% de uréia (S10) e com 15% de uréia (S15). Houve efeito quadrático dos níveis de uréia sobre o ganho médio diário (GMD), sendo o maior GMD obtido para o tratamento S10 (0,87 kg/dia). Nos primeiros 28 dias de suplementação, ocorreu diminuição no ganho médio diário (GMD) com o aumento na quantidade de uréia nos suplementos. Houve diminuição no consumo do suplemento com o aumento nos níveis de uréia. A melhor margem líquida foi obtida para o tratamento S10, em que se observou um ganho excedente de R$ 0,41/animal/dia.
Biblioteca responsável: BR68.1