Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dry matter and crude protein in situ degradability of rice meal, wheat meal, corn and oat seed - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i2.224 / Degradabilidade in situ da matéria seca e da proteína bruta do farelo de arroz, farelo de trigo, grão de milho e grão de aveia - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i2.224

Yurika Mizubuti, Ivone; Barros Moreira, Fernanda; Luis de Azambuja Ribeiro, Edson; Sales Pereira, Elzânia; Antônio da Rocha, Marco; de Freitas Silva Filho, Mauro.
Acta sci., Anim. sci; 29(2): 187-193, 2007.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1459060

Resumo

The objective of this work was to determine the ruminal degradability of dry matter (DM) and crude protein (CP) of maize grain (MG), oat grain (OG), wheat meal (WM) and rice meal (RM). The in situ technique was used with nylon bag, and the 0, 3, 6, 12, 18, 24, 48 and 72 hours intervals of ruminal incubation were evaluated. Four steers were used in a 4 x 4 latin square. The dry matter of the OG presented the highest soluble fraction (36.58%), the highest rate of degradation (12.95% h-1) and the highest effective degradation (ED) (79.28%). The RM presented the lowest potential degradable fraction (29.24%) and the lowest ED of DM (49.16%). The MG presented the highest soluble fraction of CP (56.88%). The OG presented the highest degradation rate of CP (11.05%). The WM presented the highest ED of CP (77.38%) and the RM presented the lowest ED of CP (66.65%).
O objetivo deste trabalho foi determinar a degradabilidade ruminal da matéria seca (MS) e da proteína bruta (PB) do milho em grão (MG), aveia em grão (AG), farelo de trigo (FT) e farelo de arroz (FA). Foi utilizada a técnica ,in situ, com sacos de náilon, sendo avaliados os tempos 0, 3, 6 12, 18, 24, 48 e 72 horas de permanência no rúmen, utilizandose quatro bovinos adultos, em um delineamento em quadrado latino 4 x 4. A matéria seca da AG apresentou maior fração solúvel (36,58%), maior taxa de degradação (12,95% h-1) e maior degradabilidade efetiva (DE) (79,28%). O FA apresentou menor fração potencialmente degradável (b) (29,24%) e menor DE da MS (49,16%). O MG apresentou maior fração solúvel da PB (56,88%). A AG apresentou maior taxa de degradação da fração b da PB (11,05%). O FT apresentou maior DE da PB (77,38%) e o FA apresentou menor DE da PB (66,65%).
Biblioteca responsável: BR68.1