Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Desempenho de cordeiras Bergamácia submetidas a dois sistemas de desmama / Perfomance of female Bergamasca lambs submitted to two artificial weaning systems

Maestá, Sirlei Aparecida; Siqueira, Edson Ramos de; Fernandes, Simone; Emediato, Rodrigo Martins de; Oliveira, Aline Aparecida de; Stragiotto, Monalissa de Melo.
Acta sci., Anim. sci; 32(3): 317-321, jul-set 2010. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1459283

Resumo

Foram utilizadas 26 cordeiras Bergamácia desmamadas com 60 dias de idade e distribuídas em dois grupos: Aleitamento artificial: dez cordeiras foram separadas de suas mães 48h após o parto e amamentadas com leite de vaca; Aleitamento controlado: 16 cordeiras foram mantidas com suas mães na pastagem durante o dia eseparadas à noite e retornando após a ordenha matinal. Após a desmama, ambos os grupos foram mantidos confinados até atingirem o peso médio de 38,6 kg, depois foram divididas em dois tratamentos: Recria em pasto: cinco cordeiras do aleitamento artificial + oito cordeiras de aleitamento controlado; Recria confinada: cinco cordeiras aleitamento artificial + oito cordeiras aleitamento controlado. O delineamento experimental foi um fatorial 2 x 2, inteiramente casualizado. A produção média diária de leite para o aleitamento artificial (0,318 kg) foi superior ao aleitamento controlado(0,256 kg). O retorno econômico do tratamento aleitamento controlado foi 8,13% superior ao aleitamento artificial. Entre os tratamentos recria em pasto e confinada, foi verificada a ausência de estro para T1 durante o período experimental. Para a contagemovos por grama não foi verificado diferença entres os sistemas de desmama. O sistema de desmama influenciou a produção de leite de fêmeas primíparas.
This study used 26 Bergamasca ewe lambs weaned at 60 days of age andseparated into 2 groups – Artificial suckling: 10 ewes separated from their dams 48 hours after delivery and fed with cow’s milk; Controlled suckling: 16 ewe lambs remained with their dams at pasture during the day and then separated at night, returning after morning milking. Following weaning, both groups were confined until they reached 38.6 kg averageweight, and then separated into two types of treatment: Pasture rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling; Confined rearing: 5 ewes from artificial suckling + 8 ewes from controlled suckling. The experimental design was a 2 x 2factorial, randomized. Average daily milk production for artificial suckling (0.318 kg) was higher than controlled suckling (0.256 kg). The economic return of the controlled sucklingtreatment was 8.13% higher than for artificial suckling. With regard to the pasture rearing and confined rearing treatment systems, there was no estrus for pasture rearing during experimental period. There was no difference between the weaning systems with regard to eggs per gram. The weaning system influenced the milk production of primiparous females.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1