Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Bovine rabies incidence in the state of Minas Gerais/Brazil, Between 2002 and 2006 / Incidência da raiva bovina no estado de Minas Gerais, Brasil, entre 2002 e 2006

Ferreira, R S; de Almeida, R M A; Nogueira, D A; Oliveira, N M S; Fiorini, J E.
Arq. Inst. Biol. (Online); 79(2): 287-291, 2012. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1461752

Resumo

Rabies is an infectious contagious disease of mammals present in all continents except Oceania. It is caused by a Lyssavirus and characterized by acute fatal encephalitis. It is considered endemic in Brazil and transmission to herbivores occurs mainly via vampire bats. The purpose of this study was to evaluate the incidence of bovine rabies in the state of Minas Gerais, as well as the diagnostic methods, applying the time series to analyze trend and seasonality in order to adjust a model to disease in cattle. Between 2002 and 2006, nervous tissue samples were obtained from deceased bovines presenting neurological symptoms and clinically suspected of rabies. The direct fluorescent antibody test (FAT) detected 40.38% (1,293/3,202) positive samples. From all FAT negative tissue samples, 2.67% (51/1,909) tested positive in a mouse inoculation test (MIT). No seasonality was observed and positive cases had a decrease of 0.14 per month.
A raiva é uma doença infecto-contagiosa dos mamíferos presente em todos os continentes com exceção da Oceania. É causada por um Lyssavirus e caracterizada como uma encefalite aguda fatal, sendo considerada endêmica no Brasil e a transmissão aos herbívoros ocorre principalmente através de morcegos hematófagos. O objetivo deste experimento foi avaliar a incidência de raiva bovina no Estado de Minas Gerais, assim como métodos de diagnóstico, empregando séries temporais para analisar a tendência e sazonalidade, podendo assim ajustar um modelo da doença em bovinos. Entre 2002 e 2006, amostras de tecido nervoso foram obtidas de bovinos que vieram a óbito com sintomas nervosos e com suspeita clínica de raiva. A imunofluorescência direta (IFD) detectou 40,38% (1.293/3.202) de amostras positivas. Das amostras de tecido consideradas negativas na IFD, 2,67% (51/1.909) foram consideradas positivas utilizando o teste de inoculação em camundongos (IC). Não foi observada sazonalidade e houve uma queda de 0,14 casos positivos ao mês.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1