Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Study of the microbiota causing "blown pack" spoilage of vacuum-packed beef / Estudo da microbiota envolvida na deterioração "blown pack" de cortes cárneos embalados a vácuo

Rossi Júnior, O. D; Felipe, L. M; Martineli, T. M; Mesquita, A. J.
Ars vet; 27(2): 094-101, 2011. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | VETINDEX | ID: biblio-1462908

Resumo

"Blown pack" spoilage is characterized by abundant production of gas and off-odor leading to swelling of the packing of vacuum-packed chilled meat cuts. The aim of this study was to determine possible microorganisms involved in this spoilage by quantifying and characterizing the population of Enterobacteriaceae, quantifying lactic-acid bacteria, as well as researching Clostridium estertheticum and Clostridium gasigenes by PCR in meat proper for consumption and meat presenting "blown pack" spoilage. Fifty-four vacuum-packed meat cuts were analyzed, of which 27 were spoiled and 27 non-spoiled. Average enterobacteria population was 1.7x10° CFU/mL and 5.5x103 CFU/mL for spoiled and non-spoiled samples, respectively. Average lactic-acid bacteria population was 5.5x10 and 1.0x10 CFU/mL for spoiled and non-spoiled samples, respectively. The most prevalent enterobacteria species was Hafnia alvei. Meat showing "blown pack" spoilage had higher frequency of positive samples for Clostridium estertheticum. No statistically significant difference was observed in the population of Clostridium gasigenes between "blown pack" spoilage and non-spoiled meat. It was concluded that the most efficient method to control "blown pack" spoilage is to prevent meat contamination by fecal material.
A deterioração "blown pack" é caracterizada por abundante produção de gás e odor desagradável, induzindo à completa distensão da embalagem durante o processo de estocagem sob refrigeração de cortes cárneos embalados a vácuo. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de determinar os possíveis microrganismos envolvidos nessa deterioração através da quantificação e caracterização das populações de Enterobacteriaceae e quantificação de bactérias ácido-lácticas, além da pesquisa de Clostridium estertheticum e Clostridium gasigenes, através da PCR, em carnes próprias para o consumo e em carnes que apresentaram a deterioração "blown pack". Foram analisadas 54 peças de carne embaladas a vácuo, sendo 27 com deterioração e 27 sem deterioração. As populações médias de enterobactérias foram de 1,7x10° UFC/mL para amostras deterioradas e de 5,5x10³ UFC/mL nas não deterioradas, de bactérias ácido-lácticas foram, respectivamente, de 5,5x108 e 1,0x10 UFC/mL. Dentre as enterobactérias, a espécie de maior prevalência foi Hafnia alvei. A maior frequência de amostras positivas para o Clostridium estertheticum foram aquelas apresentando a deterioração "blown pack". Não houve diferença estatística significativa para a presença do Clostridium gasigenes entre amostras com deterioração "blown pack" e carnes não deterioradas. Concluiu-se que a principal forma de controle desta deterioração é a prevenção da contaminação da carne por material fecal.
Biblioteca responsável: BR68.1