Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sincronização do cio e fertilidade de vacas de corte tratadas com acetato de melengestrol e cipionato de estradiol / Estrous synchronization and fertility of beef cows treated with melengestrol acetate and estradiol cypionate

Melo, A. J. F; Pires, R. M. L; Alvarez, R. H.
Bol. ind. anim. (Impr.); 76: 1-5, 2019. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1466985

Resumo

O objetivo do experimento foi avaliar o grau de sincronização do cio e a taxa de prenhez de vacas de corte tratadas com acetato de melengestrol (MGA) e cipionato de estradiol (ECP). Quarenta vacas lactantes Caracu (uma raça taurina local) mantidas em pastagens de Panicum maximum cv. Tanzania e suplementadas com silagem de milho, receberam o equivalente a 0,5 mg/animal/dia de MGA durante 14 dias. No dia 5, os animais foram divididos aleatoriamente em dois grupos. O grupo 1 (n=21) recebeu uma injeção i.m. de 2,0 mg de ECP enquanto que o grupo 2 (n=19) recebeu 1 ml de solução salina. O cio (detecção visual) foi registrado em todos os animais no período de 120 horas após a retirada do MGA, mas somente os animais do grupo 1 foram inseminados. Os animais do grupo 2 receberam 150 μg do análogo de PGF2α, cloprostenol 17 dias após a retirada do MGA e inseminados no cio induzido. Em ambos grupos, as vacas não detectadas no cio durante o dia foram colocadas com um touro durante a noite para uma eventual cobertura. O diagnóstico de prenhez foi realizado, por ultrassonografia, 40 dias após a IA. Os dados foram analisados pelo teste de Qui-quadrado. Oito (38,1%) animais do grupo 1 e 7 (36,8%) do grupo 2 apresentaram cio após a retirada do MGA (P>0,05). A taxa de concepção dos animais inseminados foi de 37,5% e 50,0% para os grupos 1 e 2, respectivamente (P>0,05). Esse índice aumentou para 58,3% (grupo 1) e 64,3% (grupo 2) quando foram consideradas as vacas cobertas pelo touro durante a noite. Esses resultados sugerem que é possível aproveitar o primeiro cio de fêmeas tratadas com ECP no dia 5 de um tratamento com MGA durante 14 dias. Adicionalmente, considerando o elevado número de animais cobertos pelo touro durante a noite, recomenda-se o uso de ferramentas auxiliares para identificar os animais que apresentam cio noturno ou, ainda, utilizar a monta natural em associação com a IA.
The objective of this experiment was to evaluate estrous synchronization responses and pregnancy rates of beef cows treated with melengestrol acetate (MGA) and estradiol cypionate (ECP). Forty lactating Caracu cows (a locally adapted Bostaurus taurus breed) grazing on Panicum maximum cv. Tanzania and supplemented with corn silage received the equivalent of 0.5 mg/animal/day of MGA for 14 days. On day 5, the animals were randomly assigned to one of two groups: group 1 (n=21) received an im injection of 2.0 mg ECP and group 2 (n=19) received 2 ml saline. Animals of group 1 that exhibited estrus within 120 hours after withdrawal of MGA were inseminated (AI), while animals of group 2 were treated with cloprostenol 17 days after MGA removal and were inseminated during induced estrus. In both groups, cows without estrus detection during the day stayed with a bull at night for possible mating. Pregnancy was diagnosed by ultrasound examination 40 days after AI. Chi-square analyses were used to detect differences between groups. Eight (38.1%) animals of group 1 and 7 (36.8%) of group 2 showed estrus after withdrawal of MGA (P>0.05). The conception rates in groups 1 and 2 were, respectively, 37.5% and 50.0% for inseminated cows and 58.3% and 64.3% for for inseminated cows in addition to mated by the bull at night (P>0.05). These results suggest that it is possible to use the first estrus of females treated with ECP on day 5 of a 14-day MGA treatment. Furthermore, considering the large number of cows mated by the bull at night, it is recommended to use estrus detection tools as an aid for the identification of such animals or to combine AI and bulls for breeding.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1