Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Envolvimento da matriz extracelular no tumor mamário canino / Extracellular matrix involviment in canine mammary tumor

Lopes Neto, Belarmino Eugênio; Girão, Virgínia Cláudia Carneiro; Pinheiro, Diana Célia Sousa Nunes.
Ciênc. Anim. (Impr.); 27(3): 48-63, 2017. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1472349

Resumo

A glândula mamária (GM) é um tecido dinâmico, derivado da epiderme e o seu desenvolvimento depende da interação entre as células mamárias e o estroma. A matriz extracelular (MEC) representa o principal conteúdo extracelular, responsável pela sustentação do tecido conjuntivo, da membrana basal e serve como reservatório para muitos fatores de crescimento. MEC é constituída por fibras proteicas insolúveis, como colágenos, lamininas, fibronectinas, e polímeros solúveis, como proteoglicanos e glicosaminoglicanos. Essas moléculas que compõem a MEC são importantes, tanto durante a morfogênese da GM, como para a sua manutenção conferindo-lhe a sustentação e o armazenamento de substratos necessários para seu crescimento. A desorganização da MEC na GM pode ser um indício necessário para o início e a progressão dotumor de mama. O Tumor mamário canino (TMC) é referido como um complexo de neoplasias que tem a participação de diversos fatores para seu desenvolvimento, incluindo os componentes da MEC. Desta forma, a investigação da MEC no diagnóstico dos TMC torna-se importante, para estabelecer a correlação entre os seus componentes e as células neoplásicas, além de fornecer informações sobre o comportamento biológico e o estadiamento clínico dos TMC. O entendimento da participação dessas moléculas da MEC para o desenvolvimento do TMC pode favorecer abordagens terapêuticas mais específicas, tendo como alvo elementos da MEC. Portanto, esta revisão tem como foco a participação dos componentes da MEC nos processos que contribuem para o estabelecimento do TMC, o que pode favorecer abordagens terapêuticas que visem elementos da MEC.
Mammary gland (MG) is a dynamic tissue derived from the epidermis and your development depends on the interaction between mammary cells and stroma. Extracellular matrix (ECM) is the major extracellular content of tissues responsible for supporting connective tissue and basement membrane, and serves as a reservoir for many growth factors. ECM is comprised of insoluble protein fibers as collagens, laminins, fibronectins and soluble polymers as proteoglycans, and glycosaminoglycans. The ECM components are important both during morphogenesis of MG as to maintain this fabric giving support and storage of substrates needed for the growth. ECM disorder in GM may be the progression trigger of the breast tumor. Canine mammary tumor (CMT) is a complex of malignancies that have the participation of several factors for its development, including ECM components. Therefore an investigation of ECM in the diagnosis of CMT becomes important to establish a relationship between componentes of matrix and neoplastic cells, including information on the biological behavior and clinical staging of CMT. The knowledge of ECM molecules participation in the development of CMT may further therapeutic approaches targeting elements of ECM. Thus, this review has a focus on the ECM components participation in the processes that contribute to CMT establishment, which may favor therapeutic approaches targeting elements of ECM.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1