Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Nutrição precoce de pintos de corte / Early nutrition of broiler chicks

Reis, Túlio Leite.
Ciênc. Anim. (Impr.); 28(1): 82-97, 2018.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1472362

Resumo

Devido à precocidade e a grande capacidade de ganho de peso dos frangos de corte, a qualidade do pintinho se tornou um parâmetro fundamental. Pintos de baixa qualidade (refugos) tendem a ganhar menos peso e obter pior conversão alimentar, gerando prejuízo aos avicultores. Dentre os vários fatores que impactam na qualidade de pintos de corte, o jejum pós-eclosão é responsável por significativas perdas iniciais de desempenho, sendo essas, muitas vezes, não compensadas futuramente. Durante a vida embrionária, os pintos de corte já possuem enzimas digestivas ativas, assim como mecanismos de absorção de nutrientes no intestino; mas, tanto as enzimas, quanto a capacidade intestinal não se encontram no seu ápice de funcionamento. Após a eclosão, devido à falta de alimento, uma escassez de carboidratos de origem alimentar, leva ao pintinho necessitar prover glicose via gliconeogênese de origem proteica, processo esse que pode levar o pintainho à cetose e também redução da disponibilidade de água metabólica; sendo todo esse quadro agravado, quanto maior for o tempo em que a ave ficar em jejum, após o nascimento. O jejum pré-alojamento pode gerar inúmeros impactos negativos no desempenho da ave: no desenvolvimento muscular, no crescimento visceral e na microbiota intestinal. O fornecimento de uma ração logo após a eclosão, durante o trajeto incubatório-granja, se mostra uma alternativa para reduzir os malefícios ocorridos devido ao jejum pós-eclosão; no entanto, é necessário antes um estudo econômico, visto que dependendo do tempo de jejum entre o nascimento e o alojamento das aves essa prática pode não ser viável.
Due to the earliness and the large weight gain capacity of broiler chick quality has become a very important parameter. Low quality chicks (scrap) tend to gain less weight and get worse feed conversion, generating damage to poultry farmers. Among the many factors that impact the quality of broiler chicks, the post-hatching fasting is responsible for significant initial losses of performance, and these often not compensated in the future. During embryonic life, the broilers already have their active digestive enzymes, as well as nutrient uptake mechanisms in the gut, but both enzymes as the intestinal ability are not in their working apex. After hatching, due to lack of food, shortage of food-borne carbohydrates leads to chick need to provide glucose via protein source gluconeogenesis, a process that can take the chick to ketosis and also reducing the availability of metabolic water and all that table exacerbated the longer the time that the bird to fast after birth. The pre-accommodation fasting can generate numerous negative impacts on bird performance: in muscle development, visceral growth and intestinal microbiota. Providing a feed immediately after hatching in the hatchery-farm path shown an alternative to reduce the harm occurred because the post-hatching fasting, however is required before an economic study, since depending on the time of fasting between birth and the housing of birds this practice may not be feasible.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1