Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Terapia multimodal no tratamento de hemangiossarcoma cutâneo canino / Multimodal therapy in the treatment of cutaneous canine hemangiosarcoma

Paiva, Felipe Noleto de; Oliveira, Lucinéia Costa; Ferrari, Bruno Santos; Torquato, Lizandra de Fátima Brandão; Araújo, Dayane Caicó Collares; Costa, Thiago Souza; Fernandes, Julio Israel.
Ciênc. Anim. (Impr.); 30(3): 155-162, 2020. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1472657

Resumo

O hemangiossarcoma é uma neoplasia mesenquimal maligna de origem endotelial. Quando manifestada em região cutânea, os sinais clínicos estão ligados a variações hemostáticas, como petéquias e hemorragias. O diagnóstico definitivo é obtido por exame histopatológico. A conduta cirúrgica é a terapia de escolha, podendo ser necessária a realização de técnicas reconstrutivas a depender da localização da neoplasia. A quimioterapia adjuvante, metronômica ou convencional, pode ser empregada. Um canino, fêmea, sem raça definida, de oito anos de idade, atendido com um nódulo cutâneo em região ventro abdominal. O animal foi submetido a protocolo quimioterápico metronômico, devido à extensão do tumor que impedia a exérese cirúrgica em um primeiro momento. O tratamento levou à citorredução, viabilizando a exérese tumoral, desconsiderando as margens de segurança, em caráter paliativo. Após a cirurgia o protocolo quimioterápico foi retomado e mantido nos dois meses seguintes. O animal permaneceu livre da doença nos seis meses seguintes, realizando revisões periódicas. O presente trabalho relata a abordagem multimodal aplicada em um caso de hemangiossarcoma cutâneo, atingindo qualidade de vida e sobrevida satisfatórias.
Hemangiosarcoma is a malignant mesenchymal neoplasm of endothelial origin. When manifested in the cutaneous region, clinical signs are linked to hemostatic variations, such as petechiae and hemorrhages. The definitive diagnosis is obtained by histopathological examination. Surgical management is the therapy of choice, and reconstructive techniques may be necessary depending on the location of the neoplasia. Adjuvant chemotherapy, either metronomic or conventional, can be used. An eight-year-old female, mixed-breed canine was treated with a cutaneous nodule in the abdominal ventral region. The animal was submitted to a metronomic chemotherapy protocol, due to the extension of the tumor that prevented surgical excision at first. The treatment led to cytoreduction, making the tumor excision feasible, disregarding the safety margins, in a palliative character. After surgery, the chemotherapy protocol was resumed and maintained for the next two months. The animal remained free of the disease for the following six months, undergoing periodic reviews. The present work reports the multimodal approach applied in a case of cutaneous hemangiosarcoma, achieving satisfactory quality of life and survival.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1