Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Desempenho em confinamento e componentes do peso vivo de cordeiros mestiços de três grupos genéticos

Luis de Azambuja Ribeiro, Edson; Cardoso Oliveira, Humberto; Alexandre Boscaro de Castro, Filipe; Yurika Mizubuti, Ivone; das Dores Ferreira da Silva, Leandro; Aurélio Alves de Freitas Barbosa, Marco.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1477748

Resumo

The objective of this research was to evaluate the performance in feedlot and the production of carcass and non-carcass components of lambs from the genetic groups Texel x Hampshire Down (THD), Texel x Ile de France (TIF) and Texel x Suffolk (TS). Seventeen castrated lambs were used, being six THD, six TIF and five TS. The average age and weight at the beginning of the experiment were, respectively, 120 days and 31.0±3.2kg. Lambs were fed lot for 51 days, where they received a daily commercial concentrate ration (18% CP and 74% TDN), in the proportion of 1.5% of body weight, and had free access to chopped in natura sugar cane. There was no significant difference (P>0.05) for weight gain, final weight and body condition score among the genetic groups. However, TS lambs presented greater (P 0.05) dry matter intake than THD and TIF lambs. Averages for DM intake as percentage of body weight were 3.9, 3.6 and 3.2%, respectively, for TS, THD and TIF. There was no difference (P>0.05) among genetic groups for feed conversion. Weights and dressing percentages of hot carcass were also similar among genetic groups. There were few differences among genetic groups for non-carcass components. TS lambs presented greater (P 0.05) percentages of intestines and weights of heart than the other lambs. It can be concluded that in the lamb production any of the genetic groups studied can be used, for their performance and the production of live weight components were quite similar.
Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho em confinamento e a produção de carcaça e de componentes não carcaça de cordeiros dos grupos genéticos Texel x Hampshire Down (THD), Texel x Ile de France (TIF) e Texel x Suffolk (TS). Foram utilizados 17 cordeiros castrados, sendo seis THD, seis TIF e cinco TS, com idade de 120 dias e peso vivo médio inicial de 31,0±3,2kg. Os cordeiros foram confinados por um período de 51 dias, quando receberam diariamente ração concentrada comercial com 18% PB e 74% NDT, na proporção de 1,5% do peso vivo, mais cana-de-açúcar picada in natura à vontade. Não houve diferenças significativas (P>0,05) para ganho de peso, peso final e escores de condição corporal entre os grupos genéticos; porém, cordeiros TS tiveram maiores (P 0,05) consumos de MS do que cordeiros THD e TIF. As médias para consumo de MS, como percentagem do peso vivo, foram: 3,9; 3,6 e 3,2%, respectivamente, para TS, THD e TIF. Não houve diferença (P>0,05) entre os grupos genéticos para conversão alimentar. Pesos e rendimentos de carcaça quente também foram similares entre os grupos genéticos. Para os componentes não carcaça, houve diferenças (P 0,05) para percentagem de intestino vazio e peso de coração, em que o grupo TS apresentou valores maiores. Conclui-se que, na produção de carne ovina, qualquer um dos grupos genéticos estudados pode ser utilizado, pois todos apresentaram desempenho e produção de componentes do peso vivo semelhantes.
Biblioteca responsável: BR68.1