Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Sistematização da origem, da distribuição e dos territórios da artéria cerebral caudal na superfície do encéfalo em gatos

Maurício Mendes de Lima, Eduardo; Luiza de Santis Prada, Irvênia; Ozanam Carneiro e Silva, Frederico; Souto Severino, Renato; Luis Quagliatto Santos, André; Oliveira Borges, Bárbara; do Prado Paim, Tiago; Rodrigues da Cunha Barreto Vianna, André.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1478320

Resumo

In this study were used 26 brains of adult cats, without sex differentiation and definable race, colored with latex and fixed in formaldehyde aqueous solution. The right and left caudal cerebral arteries were single in 96.1% and 88.4% of the sample, respectively. In 69.2% of the samples on the right side and 80.8% on the left, the caudal cerebral artery fin from the anastomosis behind the caudal branch of the internal carotid artery, with a large contribution, and the basal artery terminal branch. In 88.4% of the samples on the right side and 84.6% on the left, the caudal cerebral artery showed the tectal rostral artery and one caudal branche. The caudal branch forked in two branches that supplied the rostral and caudal colliculis of the quadruplet bodies and formed the choroid plexus of the third ventricle. The tectal rostral artery followed ventrally to the piriform lobe and during his way sent some branches to hippocampus. In the left side, this vessel supplied the dorsal surface of thalamus and contributed to the formation of the choroid plexus of the third ventricle.
Foram estudados 26 encéfalos de gatos, adultos, sem diferenciação de sexo, sem raça definida, corados com látex e fixados por solução aquosa de formaldeído. As artérias cerebrais caudais, direita e esquerda, apresentaram-se únicas em 96,1 e 88,4% dos casos, respectivamente. Em 69,2% dos casos no antímero direito e 80,8% no esquerdo, a artéria cerebral caudal originou-se pela anastomose entre o ramo caudal da artéria carótida interna, com maior contribuição, e o ramo terminal da artéria basilar. Em 88,4% dos casos no antímero direito e em 84,6% no esquerdo, a artéria cerebral caudal originou a artéria tectal rostral e um ramo caudal. O ramo caudal bifurcou-se e vascularizou os colículos rostrais e caudais dos corpos quadrigêmeos e em alguns casos contribuiu na formação do plexo coroide do terceiro ventrículo. A artéria tectal rostral seguiu ventralmente ao lobo piriforme e durante seu trajeto liberou ramos para o hipocampo e, no antímero esquerdo, supriu a superfície dorsal do tálamo, contribuindo para a formação do plexo coroide do terceiro ventrículo.
Biblioteca responsável: BR68.1