Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Diferentes fontes e níveis de selênio sobre a imunidade humoral de frangos de corte

Funari Junior, Pascoal; de Albuquerque, Ricardo; Diogo Azevedo Murarolli, Vinícius; Ester Reinert Raspantini, Leonila; Lucia Sicchiroli Paschoal Cardoso, Ana; Neire Castiglioni Tessari, Eliana; Rocha Alves, Flavio.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1478743

Resumo

The use of organic trace minerals is getting strength and is an alternative to increase production and improve other characteristics such as humoral immunity. The present study was conducted to evaluate the effect of different levels and sources of selenium (Se) on humoral immunity of broilers. A six-week research was conducted using 1440 one-day-old males broiler chickens. The experimental design was randomized with six experimental diets (A: 0.15mg kg-1 inorganic (inorg.); B: 0.15mg kg-1 organic; C: 0.15mg kg-1 inorg.+organic; D: 0.45mg kg-1 inorganic; E: 0.45mg kg-1 organic; F: 0.45mg kg-1 inorg.+organic) calculated to provide the described amount of Se. Each diet was replicated in six box with 40 birds. A 3x2 factorial arrangement was used and the data were analyzed by ANOVA. The immunity was evaluated by means of the reaction against vaccine of Newcastle disease, and a reaction against sheep red blood cells (SRBC). No significant effects were observed at 5% significance level in NewCastle antibody (P>0.05). However at 14 day-old the source factor had p value at 0.0580, that show a trend of inorganic source in prolong the maternal immunity. No effect was observed in the immune response against SRBC (P>0.05). The results showed a immunologic response against Newcastle vaccine and SRBC, but the treatments was not able to induce a significant difference. The source and the level of Se showed no effect on the response against Newcastle vaccine and SRBC.
O presente trabalho teve o objetivo de investigar os efeitos da variação de níveis e fontes de selênio (Se) sobre a imunidade humoral de frangos de corte. Foram utilizados 1440 pintos de um dia, machos, criados até os 42 dias. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com seis dietas experimentais (A: 0,15mg kg-1 Se inorgânico (inorg.); B: 0,15mg kg-1 Se orgânico; C: 0,15mg kg-1 Se inorg.+orgânico; D: 0,45mg kg-1 Se inorgânico; E: 0,45mg kg-1 Se orgânico; F: 0,45mg kg-1 Se inorg.+orgânico) calculadas para fornecerem a quantidade de Se descritas, e seis repetições com 40 aves cada. Foi utilizado um arranjo fatorial 3x2 e os dados foram submetidos à análise de variância, com nível de significância a 5%. A imunidade foi avaliada por meio da resposta à vacina contra a Doença de Newcastle e resposta à sensibilização prévia com eritrócitos de carneiro (SRBC). Não foi observada diferença estatística ao nível de significância de 5%, para os títulos de anticorpos contra a vacina da Doença de Newcastle (P>0,05). Entretanto aos 14 dias o fator fonte obteve probabilidade (P=0,0580), resultado que mostra uma tendência de influência da fonte inorgânica na manutenção da imunidade materna, pois nesta idade as aves ainda não haviam sido vacinadas contra a Doença de Newcastle. Não foi observado nenhum efeito para variável de resposta a sensibilização prévia com SRBC (P>0,05). Os resultados mostram que as aves responderam imunologicamente ao estímulo, porém a variação da fonte e do nível de Se não foi capaz de induzir uma diferença significativa na resposta imunológica das aves. Os níveis e fontes de Se não têm efeito sobre a resposta imunológica aos eritrócitos de carneiro (SRBC) e, resposta imunológica a vacina contra a Doença de Newcastle.
Biblioteca responsável: BR68.1