Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Renal cell carcinoma with peritoneal carcinomatosis in a mare / Carcinoma renal associado à carcinomatose peritoneal em uma égua

Mesquita, Leonardo Pereira; Mesquita Neto, Francisco Duque de; Varaschin, Mary Suzan; Wouters, Angélica Terezinha Barth; Wouters, Flademir.
Ciênc. rural (Online); 47(1): 1-4, jan. 2017. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1479757

Resumo

Renal cell carcinoma, especially with extensive involvement of peritoneal cavity, is rarely described in horses. This study described a case of renal cell carcinoma in an 8-year-old mare, which presented with an enlargement in the left flank, decreased appetite and straining to defecate. Clinically, a tumor in the left retroperitoneal space was detected by rectal examination and ultrasonography. The animal died after one month of clinical evolution. At necropsy, the left kidney was completely effaced by a 50cm in diameter, irregular, round, lobulated cystic mass with necro-hemorrhagic areas. Within the peritoneal cavity, there was severe hemoperitoneum and numerous sessile and pedunculated masses ranging from 2.0 to 15.0cm diameter that were attached to the visceral and parietal peritoneum. Histologically, the primary neoplasia and its metastasis were composed by a proliferation of epithelial cells, which were arranged in a tubulopapillary pattern. Diagnosis of renal cell carcinoma with peritoneal carcinomatosis and hemoperitoneum was based on macroscopic aspects, and mainly on the histological features.
Carcinomas renais, principalmente aqueles com extenso envolvimento da cavidade peritoneal são raramente descritos na espécie equina. Este trabalho tem por objetivo descrever um carcinoma renal com carcinomatose peritoneal em um equino, fêmea, de oito anos de idade, que apresentava aumento de volume no flanco esquerdo, hiporexia e dificuldade para defecar. Clinicamente, um tumor localizado no espaço retroperitoneal esquerdo foi detectado por meio de palpação retal e exame ultrassonográfico. Após um mês de evolução clínica, o animal veio a óbito. Macroscopicamente, o rim esquerdo estava completamente obliterado por uma massa de 50,0cm de diâmetro, irregular, lobulada e com áreas císticas e necro-hemorrágicas. Na cavidade peritoneal, havia hemoperitônio acentuado e inúmeras massas sésseis e pedunculadas, de 2,0 a 15,0cm de diâmetro, estavam aderidas às porções parietal e visceral do peritônio. Histologicamente, a neoplasia primária e suas metástases eram constituídas principalmente pela proliferação de células epiteliais, as quais formavam estruturas túbulo-papilares. O diagnóstico de carcinoma renal com carcinomatose peritoneal, associado a hemoperitônio foi baseado nos achados macroscópicos e, principalmente, histológicos da neoplasia.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1