Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Assemblage of immature Odonata (Insecta, Anisoptera) in streams of the Mato Grosso do Sul State: spatial implications

Soares, Juliane A. C; Batista-Silva, Valéria F; Boneto, Daiane D; Bailly, Dayani; Abelha, Milza C. F; Oliveira, Iana A. D. V. de.
Iheringia, Sér. zool; 105(3): 325-332, Sept. 2015. map, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1482886

Resumo

This study investigated the assemblages attributes (composition, abundance, richness, diversity and evenness) and the most representative genera of Odonata, Anisoptera at Água Boa and Perobão Streams, Iguatemi River basin, Brazil. Both are first order streams with similar length that are impacted by riparian forest removal and silting. Quarterly samplings were conducted from March to December 2008 in the upper, intermediate and lower stretch of each stream. The Mantel test was used to check the influence of spatial autocorrelation on the Odonata composition. Spatial variations in the composition were summarized by the Principal Coordinates Analysis (PCoA) using Mantel test residuals. The effects of spatial correlation on richness and abundance were investigated by the spatial correlogram of Morans I coefficients. The most representative genera in each stream were identified by the Indicator Value Method. The spatial variations in the attributes of the assemblages were assessed using analysis of variance of null models. We collected 500 immature individuals of 23 genera and three families. Among the attributes analyzed only the composition and abundance showed significant spatial differences, with the highest mean abundance found in the Perobão Stream. Miathyria and Zenithoptera were the indicator genera of the Água Boa Stream and Erythrodiplax, Libellula, Macrothemis, Progomphus and Tramea were the indicator genera of the Perobão Stream.
Este trabalho investigou atributos de assembleias (composição, abundância, riqueza, diversidade e equitabilidade) e os gêneros mais representativos de Odonata, Anisoptera nos riachos Água Boa e Perobão, bacia do rio Iguatemi, MS, Brasil. Os riachos são de primeira ordem, apresentam extensão similar e são impactados pela remoção da mata ripária e assoreamento. As amostragens foram realizadas trimestralmente de março a dezembro/2008 nos trechos superior, intermediário e inferior de ambos os riachos. O teste de Mantel foi utilizado para verificar a influência da autocorrelação espacial sobre a composição de Odonata. Variações espaciais na composição foram sumarizadas através da Análise de Coordenadas Principais (PCoA) utilizando-se os resíduos do teste de Mantel. Os efeitos da correlação espacial na riqueza e abundância foram investigados através do correlograma espacial dos coeficientes do I de Moran. Para identificar os gêneros mais representativos em cada riacho foi utilizado o Método do Valor Indicador. As variações espaciais dos atributos das assembleias foram avaliadas por meio de análises de variância de modelos nulos. Foram coletados 500 indivíduos imaturos distribuídos em 23 gêneros e três famílias. Dentre os atributos analisados, apenas a composição e abundância apresentaram diferenças espaciais significativas, sendo o maior valor médio do último atributo registrado no riacho Perobão. Miathyria e Zenithoptera foram os gêneros indicadores do riacho Água Boa e Erythrodiplax, Libellula, Macrothemis, Progomphus e Tramea do Perobão.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1