Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Morphological sexual maturity of the marine crab Xanthodius parvulus at the State Marine Park Laje de Santos, São Paulo, Brazil

Chellegatti, Isabela; Costa, Rogério Caetano da; Castilho, Antonio L.; Moraes, Isabela R. R.; Herrera, Daphine R.; Davanso, Thiago M..
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1483465

Resumo

ABSTRACT The marine crab Xanthodius parvulus (Fabricius, 1793) is naturally distributed in the Western Atlantic, being commonly found in the northeastern Brazilian coast. However, this species has been also recorded in the southeastern coast, especially in São Paulo State, on islands located close to harbors, which are becoming a place of occurrence for exotic species. This study aimed to estimate the morphological sexual maturity (relative growth) of X. parvulus the functional biological patterns of the species in a No-take marine reserve. The crabs were sampled at the Marine State Park of Laje de Santos, an important protected area from São Paulo that is located close to the largest Brazilian harbor, Santos, using an artificial substrate and active search methods (scuba diving). The morphological sexual maturity of females was estimated in 7.28 mm, according to the Abdomen Width vs. Carapace Width relationship, while for males this value was 8.83 mm based on the Gonopod Length vs. Carapace Width relationship, the females presented an increase in abdominal growth, even during the mature stage in order to achieve higher reproductive success, since the abdominal structure is used to protect the embryos. The Gonopod Length vs. Carapace Width relationship showed that males copulate with different sized females, since a non-exaggerated growth of the gonopods keeps them adequate to the size of the female genital pore, i.e., juveniles exhibited negative allometry and adults presented isometry. Thus, estimating the size of the sexual maturity of a species requires the development of a model to acknowledge its biological and reproductive pattern, being an important tool to increase the knowledge about the behavior of this species and one of the parameters to evaluate its conservation status.
RESUMO Maturidade sexual morfológica do caranguejo marinho Xanthodius parvulus no Parque Estadual Marinho Laje de Santos, São Paulo, Brasil. O caranguejo marinho Xanthodius parvulus (Fabricius, 1793) tem distribuição natural ao longo do Atlântico Ocidental, comumente encontrado no litoral nordeste brasileiro. Contudo, essa espécie vem sendo amplamente registrada ao longo do litoral sudeste, especialmente na costa do estado de São Paulo, em ilhas próximas a regiões portuárias, (que são regiões recorrentes para introdução de espécies exóticas). O presente estudo tem como objetivo estimar a maturidade sexual morfológica (utilizando crescimento relativo) de X. parvulus para que seja possível compreender o funcionamento de padrões biológicos da mesma em uma área de preservação ambiental, subsidiando assim, possíveis intepretações para futuros estudos de conservação e manejo da espécie. Os caranguejos foram amostrados no Parque Estadual Marinho Laje de Santos, uma importante área de preservação do estado de São Paulo, utilizando substrato artificial de refúgio e captura ativa com mergulho autônomo como metodologia. A maturidade sexual morfológica das fêmeas foi estimada em 7,28 mm, considerando a relação da Largura do Abdome vs. Largura da Carapaça, enquanto para os machos, este valor foi de 8,83 mm baseando na relação Comprimento do Gonopódio vs. Largura da Carapaça, as fêmeas apresentaram um incremento no crescimento abdominal, mesmo durante os estágios mais maduros para alcançar um maior sucesso reprodutivo, uma vez que as estruturas abdominais são usadas na proteção dos embriões. A relação Comprimento do Gonopódio vs. Largura da Carapaça indicou que os machos, por sua vez, podem copular com fêmeas em diferentes tamanhos, uma vez que um crescimento não exagerado da estrutura mantém o gonopódio em tamanho adequado a todos os tamanhos de poros genitais das fêmeas, corroborado pelo crescimento alométrico negativo em juvenis e crescimento isométrico nos adultos. Sendo assim, estimando o tamanho da maturidade sexual das espécies, torna-se possível o desenvolvimento de um modelo para reconhecimento da biologia e padrões reprodutivos dos animais, sendo uma importante ferramenta no conhecimento comportamental e para registro de um dos parâmetros para se avaliar o status de conservação da espécie na área.
Biblioteca responsável: BR68.1