Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Predisposition to acute pancreatitis in dogs with severe acute renal failure

Rosa, Daniela B.S.K.; Veado, Júlio C.C.; Ceregatti, Mariah G.; Favato, Juliana A.; Pessoa, Ana C.M.; Silva, Karina R.; Coelho, Nathália G.D.; Leme, Fabiola O.P..
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1487660

Resumo

ABSTRACT: Patients with acute renal failure often have a negative energy balance, which promotes metabolic changes predisposing to complications. The objective of this study was to evaluate laboratory parameters of 30 dogs with severe acute renal failure, to assess their relationship with the possibility of developing acute pancreatitis due to the negative energy balance, and to correlate these findings with the degree of renal failure. Serum concentrations of urea, creatinine, beta-hydroxybutyrate, triglycerides, amylase, total lipase, and canine pancreatic lipase were compared between healthy dogs and dogs with severe acute renal failure. A greater serum concentration of beta-hydroxybutyrate and greater activity of pancreatic enzymes, particularly canine pancreatic lipase, as well as a stronger correlation between the latter and serum creatinine concentrations, were related to the occurrence of acute pancreatitis in patients with severe acute renal failure. A greater degree of renal failure implied a greater predisposition to acute pancreatitis.
RESUMO: O portador de insuficiência renal aguda é um paciente que, muitas vezes, encontra-se sob importante condição de balanço energético negativo, gerando alterações metabólicas que predispõem a complicações. O objetivo deste estudo foi avaliar parâmetros laboratoriais de trinta cães com insuficiência renal aguda grave, quanto a possibilidade de desenvolvimento de pancreatite aguda em função do balanço energético negativo, e relacioná-los ao grau de gravidade da insuficiência renal. As concentrações séricas de ureia, creatinina, betahidroxibutirato, triglicérides, amilase, lipase total e lipase pancreática canina foram comparadas entre o grupo de cães hígidos e o de cães doentes. Observou-se maior concentração sérica de betahidroxibutirato e maior atividade das enzimas pancreáticas, especialmente da lipase pancreática canina, além de forte correlação entre esta última e a concentração sérica de creatinina, demonstrando a ocorrência de pancreatite aguda em pacientes com insuficiência renal aguda grave. Verificou-se também que quanto mais grave é a insuficiência renal, maior é a predisposição à pancreatite aguda.
Biblioteca responsável: BR68.1