Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Organic acid effects on Brassica napus L. var. oleifera seed germination and seedling growth / Efeitos de ácidos orgânicos na germinação e crescimento inicial de Brassica napus L. var. oleifera

Pedrolo, Ana Marina; Stafen, Cássia Fernanda; Leitzke, Suzana; Viana, Vívian Ebeling; Busanello, Carlos; Rosa, Mariana Peil da; Tomm, Gilberto; Costa de Oliveira, Antonio; Pegoraro, Camila.
Rev. Ciênc. Agrovet. (Online); 18(2): 163-169, 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1488323

Resumo

Canola (Brassica napus L. var. oleifera) is cultivated in the Southern Brazil as an alternative winter crop in the rotation system. No-tillage and hydromorphic soils favor the formation of aliphatic organic acids with short chain and low molecular weight, as acetic, butyric, and propionic acids. These acids may cause negative effects on the canola production. Thus, this study aimed to evaluate the response of five canola hybrid genotypes under the effect of acetic, butyric and propionic acids on the germination and initial phase of seedling growth. The results showed the characters evaluated respond differently to treatments applied within the same genotype. Therefore, the selection of a genotype with a resilient performance for the characters evaluated under stress is complex. Nevertheless, a sensitive profile response was observed in Hyola 433 genotype under different organic acids. Furthermore, acetic acid showed no negative impact on germination and initial growth of the genotypes.
A Canola (Brassica napus L. var. oleifera) é cultivada no Sul do Brasil como uma alternativa para a estação fria no sistema de rotação de culturas. O sistema de plantio direto e a ocorrência de solos hidromórficos favorece a formação de ácidos orgânicos alifáticos com cadeia curta e baixo peso molecular, como os ácidos acético, butírico e propiônico. Estes ácidos podem causar efeitos negativos na produção de canola. Assim, este estudo teve por objetivo avaliar a resposta de cinco genótipos híbridos de canola sob o efeito dos ácidos acético, butírico e propiônico na germinação e na fase inicial do crescimento da plântula. Os resultados demonstraram que os caracteres avaliados respondem de forma diferente em relação aos tratamentos aplicados dentro do mesmo genótipo. Dessa forma, a seleção de um genótipo que manteve um comportamento padrão nos caracteres avaliados sob estresse é dificultado. Entretanto, em uma visão geral, o genótipo Hyola 433 manteve respostas características de sensibilidade nos caracteres avaliados em relação aos ácidos utilizados. Ainda, foi detectado que o ácido acético teve menor efeito na germinação e na fase inicial de crescimento dos genótipos estudados.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1