Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of the applicability of doppler velocimetry for monitoring acute kidney injury in rats / Avaliação da aplicabilidade da dopplervelocimetria para o monitoramento de lesão renal aguda em ratos

Bellini, Maria Helena; Silva, Regiane Marinho da; Ko, Gui Mi; Santos, José Eduardo Mourão; Boim, Mirian Aparecida; Ikegami, Amanda.
Rev. Soc. Bras. Ciênc. Anim. Lab; 4(1): 9-14, 2016. ilus, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1489740

Resumo

Animal models of renal disease have been used in the study of pathogenesis and the-rapeutic protocols. In this study, doppler ultrasound was used to evaluate dysfunction in the renal vasculature in acute kidney injury in an animal model. Eight male Wistar rats received gentamicin (80 mg/kg) for 10 days. The blood urea and creatinine levels were measured to assess renal function. All doppler ultrasound measurements were performed on both kidneys and a colour map of the renal circulation was generated. Renal function and Doppler ultrasound measurements were performed 10 days before GM treatment and on the 5th and 10th days of the assay. Gentamicin treatment led to increased serum creatinine and blood urea levels at 5 days and 10 days post initial inoculation. A significant reduction in renal artery blood flow was observed after 5 days. However, these levels remained unchanged until the 10th day, demonstrating a lack of correlation with serum creatinine and blood urea levels. Therefore, the assessment of flow blood velocity of renal arteries by doppler ultrasound is not useful for monitoring acute kidney injury in rats.
Modelos animais têm sido utilizados tanto no estudo da patogênese quanto no desenvolvimentode protocolos terapêuticos de doenças renais. No presente trabalho, aultrassonografia com doppler foi usada para avaliar disfunções na vascularização renalem um modelo animal de doença renal aguda. Oito ratos Wistar machos receberamgentamicina (80 mg/kg) durante 10 dias. Os níveis de ureia e creatinina do sangueforam medidos para avaliar a função renal. Todas as medições foram realizadasem ambos os rins, gerando um mapa da circulação renal. As medições da funçãorenal e da ultrassonografia com doppler foram feitas 10 dias antes do tratamentocom gentamicina e no 5° e 10° dia do ensaio. O tratamento levou ao aumento decreatinina sérica e ureia no sangue no 5° e 10° dia após o início da inoculação dagentamicina. Uma redução significativa no fluxo sanguíneo da artéria renal foi observadaapós 5 dias. No entanto, estes níveis permaneceram inalterados até o 10°dia, o que demonstra uma falta de correlação com os níveis de creatinina sérica eureia. Portanto, a avaliação da velocidade do fluxo sanguíneo das artérias renais, porultrassonografia com doppler não é útil para monitorar lesão renal aguda em ratos.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1