Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Eficiência de protocolos de sincronização de estro em ovelhas / Efficiency of estrus synchronization protocols in sheeps

Santos, F. C. C; Barcelos, R. A. D.
Rev. bras. reprod. anim; 36(3)jul.-set. 2012. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1492028

Resumo

As fêmeas ovinas possuem ciclo estral com duração média de 17-21 dias, correspondendo a 14-17 dias de fase luteínica e três dias de fase folicular. A sincronização de estro consiste na redução ou no prolongamento da fase lútea, com intuito de concentrar a ovulação e, consequentemente, o período de parição. O objetivo deste experimento foi avaliar a eficiência de dois protocolos de sincronização do ciclo estral em ovinos no momento da manifestação de estro e no índice de prenhez. No grupo I, com implante de progestágeno e administração de prostaglandina, 75% das ovelhas manifestaram estro em até 72 h após a retirada do implante, 25% apresentaram após 96 h e o índice de prenhez foi de 100%. No grupo II, com uso de progestágeno, prostaglandina e gonadotrofina coriônica equina (eCG), 100% das fêmeas manifestaram cio em até 36 h após a remoção do implante, e o índice de prenhez foi de 93%. O protocolo com uso de progestágeno, prostaglandina e eCG foi mais eficiente na concentração da manifestação de estro em ovinos com um intervalo de até 36 h. Em relação à fertilidade, os dois protocolos contendo ou não o hormônio eCG apresentaram altos índices de prenhez.
The female sheep have estrous cycle with an average of 17-21 days, corresponding 14-17 days of luteal phase and 3 days of follicular phase. The estrus synchronization is the reduction or extension of luteal phase in order to concentrate the ovulation period and consequently the female calving. The aim of this study was to evaluate the efficiency of two estrus synchronization protocols in sheep at the time of estrus and pregnancy rate. In group I, with implantation of progesterone and prostaglandin administration, 75% of ewes expressed estrus within 72 h after implant removal, 25% expressed after 96 h and the pregnancy rate was 100%. In group II, with progesterone, prostaglandin and equine chorionic gonadotropin (eCG), 100% females expressed estrus within 36 h after implant removal and the pregnancy rate was 93%. The protocol with progesterone, prostaglandin and eCG was more efficient in the estrus concentration in sheep with a range of up to 36 h. Regarding fertility, the two protocols with or without the eCG had higher pregnancy rates.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1