Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Proteína insolúvel em detergente ácido como estimador da fração protéica não degradável no rúmen de forragens tropicais / / Acid detergent insoluble protein as tropical forages rumen undegradable protein estimator

Clipes, Renata Cogo; Silva, José Fernando Coelho da; Detmann, Edenio; Vásquez, Hernan Maldonado; Henriques, Lara Toledo; Donatele, Dirlei Molinari; Haddade, Ismail Ramalho.
Rev. bras. saúde prod. anim; 11(2): 463-473, 2010. ilus
Artigo em Português | VETINDEX | ID: biblio-1492903

Resumo

Objetivou-se avaliar as estimativas da fração proteica não degradável no rúmen, obtidas a partir dos compostos nitrogenados insolúveis em detergente ácido (NIDA). Foram utilizadas amostras de capim-elefante e capim-mombaça obtidas por simulação manual do pastejo e extrusa esofágica, gramíneas fenadas e gramíneas submetidas a diferentes doses de adubação e períodos de corte, totalizando-se 540 amostras. As amostras foram submetidas à quantificação dos teores de matéria seca, de fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), lignina em permanganato (LPER), proteína insolúvel em detergente neutro (NIDN) e proteína insolúvel em detergente ácido (PIDA). A fração proteica não degradável no rúmen foi obtida por intermédio de incubação ruminal das amostras por 240 horas, seguida de tratamento em detergente neutro, e a quantificação do teor de nitrogênio no resíduo após incubação foi denominada proteína não degradável insolúvel em detergente neutro (PIIDN). A comparação entre valores preditos e observados foi realizada por equação de regressão linear simples de valores preditos (PIDA) sobre valores observados (PIIDN). Os resultados permitiram evidenciar não-equivalência e total falta de associação entre os valores preditos e observados da fração proteica não degradável. Sugere-se que a PIDA não seja adotada como estimador da fração proteica não degradável.
The undegradable rumen protein fraction estimated from neutral detergent insoluble nitrogen (NDIN) was studied. A total of 540 samples were used, obtained from manual grazing simulation and esophageal extrusa in elephant grass and mombaça grass, from hays and from tropical grasses submitted to different fertilizing levels and cutting ages. The samples were analyzed for dry mater, lignin in sulfuric acid (LAS), lignin permanganate (LPER), neutral detergent insoluble protein (NDIP) and acid detergent insoluble protein (ADIP). The rúmen undegradable nitrogenous fraction was done by incubating the samples for 240 hours in the rumen, followed by the treatment with neutral detergent, and finally the nitrogen in the residue was quantified to get undegradable protein insoluble in neutral detergent (UPIND). The results allowed to evidence no-equivalence and total absence of association, between predicted and observed values of the undegradable protein fraction. It is suggested that ADIP may not be used as an estimator of undegraded protein fraction. This fraction should be estimated by biological methods like the protocol adopted to get the concentrations of UPIND.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1