Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Observações sobre a biologia da formiga invasora Paratrechina longicornis ( Latreille, 1802 ) (Hymenoptera, Formicidae ) em ambiente urbano brasileiro

Russ Solis, Daniel; Correa Bueno, Odair; de Carvalho Moretti, Thiago; Felix da Silva, Tiago.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1494954

Resumo

O gênero cosmopolita Paratrechina (Motschulsky, 1863) apresenta várias espécies que foram distribuídas mundialmente através do comércio, invadindo principalmente residências e hospitais. No Brasil, Paratrechina fulva (Mayr, 1862) e P. longicornis (Latreille, 1802 ) são consideradas como pragas importantes em ambientes urbanos. Apesar desse destaque, há uma escassez de informações sobre a biologia destas espécies, devido às pesquisas com as formigas urbanas serem recentes em nosso país. Assim, o presente estudo relatou os aspectos da biologia de P. longicornis no ambiente urbano do Brasil, no que diz respeito à estrutura dos ninhos, ciclo reprodutivo e comportamento de forrageamento. Em 2004 e 2005 foram feitas observações semanais, quinzenais ou mensais, dependendoda localidade e da época do ano em oito colônias, localizadas nos municípios de Campinas, Rio Claro e São Paulo. Foram encontrados dois tipos de ninhos, permanentes e temporários, sendo que a principal diferença entre os tipos é a presença da rainha, que ocorre no primeiro. Nas observações sobre o forrageamento das operárias, este se deu principalmente no período diurno, reduzindo na época de estiagem. Quanto à presença de alados (machos e fêmeas), esta espécie apresenta apenas um ciclo reprodutivo por ano.
Biblioteca responsável: BR68.1