Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

TENTATIVAS DE TRANSMISSÃO DE UM ISOLADO DO VÍRUS DO MOSAICO SEVERO DO CAUPI (CpSMV-SP) POR ARTRÓPODOS, EM LABORATÓRIO

Javier Sanhueza Salas, Fernando; Mércia Barradas, Maria; Roberto Postali Parra, José.
Sci. agric; 56(2)1999.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1495770

Resumo

The beetle Cerotoma arcuata Oliv. (1791) is a vector of the cowpea severe mosaic Comovirus (CpSMV) and of several leguminous viruses in Brazil. In 1991, an isolate of CpSMV, later designed as CpSMV-SP, was found on plants of Vigna luteola Jacq. (Leguminosae) from the region of Praia Grande, in the South coastal area of the São Paulo State, Brazil. In order to obtain a better understanding of the CpSMV-SP transmission, different arthropod species, including seven insects species and one mite, species were studied as vectors. The transmission rates by adults of C. arcuata were high (46.6, 50.0 and 70.0%) on bean and by 1st instar larvae were 40.0% on bean and 10.0% on cowpea. Transmission by other arthropod orders (Hemiptera: Aleyrodidae, Aphididae; Acari: Tetranychidae; Thysanoptera: Thripidae) and by other Coleoptera species failed.
O coleóptero Cerotoma arcuata Oliv. (1791), "vaquinha-preta-e-amarela-da-soja", é descrito no Brasil como vetor de diversos vírus que infectam leguminosas, entre eles o vírus do mosaico severo do caupi ("cowpea severe mosaic Comovirus" - CpSMV). Em 1991, detectou-se uma infecção viral em plantas de Vigna luteola Jacq. (Leguminosae), coletadas no município de Praia Grande, no litoral Sul do Estado de São Paulo e, posteriormente, o vírus foi identificado como um isolado deste Comovirus. Visando fornecer subsídios a uma melhor compreensão do processo de transmissão do fitovírus isolado de V. luteola (CpSMV-SP), foram feitas tentativas de transmissão por diferentes artrópodos, incluindo sete espécies de insetos e uma de ácaro. Determinaram-se altas taxas de transmissão (46,6, 50,0 e 70,0%) do CpSMV-SP em plantas de feijão, por adultos de C. arcuata. O vírus foi transmitido ainda por larvas de 1° ínstar, com taxas de 10,0% (caupi) e 40,0% (feijoeiro). Ausência de transmissão foi constatada nos ensaios por artrópodos pertencentes a outras ordens (Hemiptera: Aleyrodidae, Aphididae; Acari: Tetranychidae; Thysanoptera: Thripidae) e outras espécies de coleópteros (Diabrotica bivittula, D. speciosa e Epicauta atomaria).
Biblioteca responsável: BR68.1