Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Potential of the seedling community of a forest fragment for tropical forest restoration

Augusto Gorne Viani, Ricardo; Ribeiro Rodrigues, Ricardo.
Sci. agric; 66(6)2009.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1497021

Resumo

Forest restoration projects are usually planted with a reduced number of species as compared to standing forests, largely due to the low availability of native species in seedling nurseries. In the present study, the potential of the native seedling community as a source of seedlings for forest restoration is analyzed. To do so, the seedling community from a forest fragment located in the southeast of Brazil was evaluated. Individuals (tree and shrub species) up to 30 cm height were measured and identified in 20 4 × 4 m plots. Altogether, 6,136 individuals (17 individuals m-2) belonging to 119 species were sampled. The seedling community showed a spatial heterogeneity with respect to the density of individuals and composition of species, and also a spatial aggregation for the 10 most abundant species. Several species that occurred in high densities in the seedling community are not presently available in regional forest nurseries and are therefore not used in restoration projects. This result and the high number of individuals and species found in the fragment suggest a great potential of this type of forest remnants as a source of highly diverse seedling banks for use in restoration projects.
Devido à baixa disponibilidade de mudas nos viveiros florestais, os projetos de restauração florestal são freqüentemente implantados com um número reduzido de espécies. Avaliou-se o potencial da comunidade de plântulas como fonte de mudas para a restauração florestal. Para tanto, a comunidade de plântulas de um remanescente florestal localizado no Sudeste do Brasil foi avaliada. Indivíduos arbustivos ou arbóreos com até 30 cm foram medidos e identificados em 20 parcelas de 4 × 4 m cada. Ao todo foram amostrados 6.136 indivíduos (17 indivíduos m-2), pertencentes a 119 espécies. A comunidade estudada apresentou heterogeneidade espacial em relação à densidade de indivíduos e a composição de espécies e agregação espacial para as 10 espécies mais abundantes. Várias espécies encontradas em alta densidade na comunidade de plântulas não estão disponíveis nos viveiros florestais regionais e, portanto, não são utilizadas em projetos de restauração. Esse resultado e a presença de um alto número de indivíduos e espécies no fragmento florestal sugerem um alto potencial desses tipos de remanescentes como bancos de plântulas com alta diversidade, disponíveis para uso em projetos de restauração.
Biblioteca responsável: BR68.1