Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Validating prediction equations of metabolizable energy of soybean meal for growing pigs / Validação de equações de predição da energia metabolizável do farelo de soja para suínos em crescimento

Pasquetti, Tiago Junior; Pozza, Paulo Cesar; Oliveira, Newton Tavares Escocard de; Nunes, Ricardo Vianna; Lazzeri, Doglas Batista; Castilha, Leandro Dalcin.
Semina ciênc. agrar; 36(supl.2): 4541-4552, 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500195

Resumo

The aim of this study was to evaluate equations to predict the metabolizable energy (ME) of soybean meal (SBM) for swine. Seven SBM were used, which were analyzed for dry matter, crude protein, ether extract, neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), ash, calcium, phosphorus, solubility in potassium hydroxide (KOH) and urease index. To determine the ME of SBM, 32 barrows, with an average initial weight of 29.01 ± 3.64 kg, were used and distributed in a randomized blocks design, with seven treatments and four replicates. To validate the prediction equations, linear regression models were adjusted, using observed values of ME (metabolism trial) as a function of the estimated ME (obtained by applying the chemical composition of the SBM in selected equations found in the literature). The existence of regression was evaluated by the t test, partially applied to each parameter (?0 and ?1). The validation of the prediction models of first degree was obtained by accepting the joint null hypothesis ?0 = 0 and ?1 = 1. The equations ME = 5.42 - 17.2FDN - 19.4MM + 0.709GE and ME= 1099 + 0.740GE - 5.5MM - 3.7NDF are effective for estimating the ME of SBM for growing pigs.
Objetivou-se com este trabalho avaliar equações para predizer a energia metabolizável (EM) do farelo de soja (FS) para suínos. Foram utilizados sete FS, os quais foram submetidos às análises de matéria seca, proteína bruta, extrato etéreo, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, matéria mineral, cálcio, fósforo, solubilidade em hidróxido de potássio (KOH) e índice de urease. Para determinar a EM dos FS foram utilizados 32 suínos, machos castrados, com peso médio inicial de 29,01 ± 3,64 kg. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com sete tratamentos e uma ração referência, sendo utilizadas quatro repetições. Ajustaram-se os modelos de regressão linear utilizando-se valores de EM observados (ensaio de metabolismo) em função da EM estimada (obtidas pela aplicação da composição química dos FS em equações selecionadas na literatura). A existência da regressão foi avaliada pelo teste t parcial aplicado a cada parâmetro (?0 e ?1). A validação da predição dos modelos de 1º grau foi obtida pela aceitação da hipótese de nulidade conjunta ?0= 0 e ?1= 1. As equações EM= 5,42 - 17,2FDN - 19,4MM + 0,709EB e EM= 1099 + 0,740EB - 5,5MM - 3,7FDN são efetivas em estimar a EM do FS para suínos.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1