Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Effects of epidural anesthesia with tramadol, ropivacaine or tramadol-ropivacaine combination, in bitches undergoing ovariohysterectomy under anesthesia with isoflurane / Efeitos da anestesia epidural com tramadol, ropivacaína ou sua associação, em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob anestesia com isoflurano

Winter, Daiane Cristina; Monzem, Samuel; Spiller, Paulo Roberto; Stocco, Matias Bassinello; Gomes, Lianna Ghisi; Travagin, David Parra; Conceição, Elaine Dione Venêga da; Guimarães, Luciana Dambrósio.
Semina ciênc. agrar; 37(6): 4063-4076, nov.-dez. 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500644

Resumo

Epidural anesthesia is a locoregional anesthetic technique that provides analgesia and muscle relaxation in the-retroumbilical region. The combination of opioids and local anesthetics increased the intensity and duration of analgesia by causing immediate motor and sensory nerve blockade, and improved recovery after surgery. The objective was to comparatively evaluate the trans- and postoperative cardiorespiratory and analgesic effects of epidurally administered tramadol, ropivacaine and tramadol-ropivacaine combination in dogs undergoing elective ovariohysterectomy. The effect of isoflurane concentration was also evaluated. This study was performed on 24 female mongrel dogs, pre-medicated with chlorpromazine (0.5 mg kg-1, IV) and, anesthetized with propofol and isoflurane. The dogs were randomly divided into three groups. The first group receveid epidural tramadol (2 mg kg-1, GT group), the second group received ropivacaine (1.5 mg kg-1, GR group), and the third group received a tramadol-ropivacaine combination at the abovementioned doses (GTR group). At pre-defined time points, classified into pre-, trans-, and postoperative periods, cardiorespiratory variables and analgesia were analyzed for a period of up to 420 min following epidural anesthesia. The check analgesia was check of approximately 105, 217 and 382 minutes, in GR, in GT and GTR respectively, and no cardiovascular and respiratory depression. The drugs used in this study are considered safe and effective for ovariohysterectomy due to the cardiorespiratory stability and transoperative analgesia provided by them. However, the combination of ropivacaine and tramadol ensured a greater reduction in the inhaled anesthetic dose and better analgesia during in the postoperative period.
A anestesia epidural é uma técnica anestésica locorregional que proporciona analgesia e relaxamento muscular na região retroumbilical. A associação de opioides com os anestésicos locais contribui para o aumento da intensidade e prolongamento da analgesia, ocorrendo bloqueio sensitivo e motor imediato, melhorando a recuperação no período pós-operatório. Objetivou-se avaliar comparativamente no transe pós-operatório, os efeitos cardiorrespiratórios e a analgesia proporcionada pelo tramadol, ropivacaína ou sua associação, pela via epidural, bem como a concentração anestésica do isoflurano no transoperatório, em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia eletiva. Este estudo foi realizado com 24 fêmeas da espécie canina, pré-medicadas com clorpromazina (0,5 mg Kg-1 IV), anestesiadas com propofol (à efeito) e isoflurano, e distribuídas aleatoriamente em três grupos, nas quais foi utilizado pela via epidural 2 mg Kg-1 de tramadol (GT), 1,5 mg Kg-1 de ropivacaína (GR) ou sua associação (GTR) nas doses citadas anteriormente. Em momentos pré-definidos, dos períodos pré, trans- e pós-operatório, foram analisadas variáveis cardiorrespiratórias e a analgesia por um período de até 420 minutos após a anestesia epidural. Pode-se verificar analgesia de aproximadamente 105, 217 e 382 minutos, no GR, no GT e no GTR respectivamente, e ausência de depressão cardiovascular e respiratória. Os fármacos utilizados neste estudo podem ser considerados seguros e eficientes para a técnica cirúrgica em questão devido à estabilidade cardiorrespiratória e analgesia trans-operatória, porém, a associação de ropivacaína e tramadol promoveu maior redução no anestésico inalatório e melhor analgesia no períodopós-operatório.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1