Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Water with different salinity levels for lactating goats / Águas com diferentes salinidades para cabras em lactação

Paiva, Gutemberg Nascimento; Araújo, Gherman Garcia Leal de; Henriques, Lara Toledo; Medeiros, Ariosvaldo Nunes; Beltrão Filho, Edvaldo Mesquita; Costa, Roberto Germano; Albuquerque, Ítalo Reneu Rosas de; Gois, Glayciane Costa; Campos, Fleming Sena; Freire, Rayssa Maria Bezerril.
Semina ciênc. agrar; 38(4): 2065-2074, 2017. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1500819

Resumo

The aim of this study was to evaluate the influence of supplying water with varying salinity levels to dairy goats on nutrient intake, apparent nutrient digestibility, and milk yield. The experiment lasted 65 days and involved 24 crossbred goats with mean body weight of 38±4 kg, which were randomly allotted. It was set in a completely randomized design with four treatments consisting of 640, 3188, 5740 and 8326 mg L?1 total dissolved solids (TDS) in the drinking water. The results showed that water salinity levels had no effect on the intake of dry matter, neutral detergent fiber, crude protein, ether extract, total carbohydrates, non-fibrous carbohydrates, total digestible nutrients, metabolizable energy, digestible energy, or apparent nutrient digestibility. Water intake was influenced by the salinity, increasing as the salt level was increased. Moreover, the varying salinity had no significant effect on milk yield. Drinking water containing up to 8326 mg L?1 TDS provided no interference with the intake and nutrient digestibility of lactating goats in the feedlot. However, increasing the water salinity affects animal intake without any changes in milk yield. Therefore, this type of water can be used for crossbred goats at 30 days in milk, for up to 65 days in the feedlot.
Objetivou-se avaliar a influência do fornecimento de água com diferentes salinidades sobre o consumo e digestibilidade aparente dos nutrientes e produção de leite de cabras leiteiras. O experimento teve duração de 65 dias, sendo utilizadas 24 cabras mestiças, com 38±4 kg de peso corporal, sorteadas e distribuídas em um delineamento experimental inteiramente casualizado, em quatro tratamentos contendo 640, 3.188, 5.740 e 8.326 mg l-1 de sólidos dissolvidos totais na água de beber. Os diferentes níveis de salinidade da água não influenciaram o consumo de matéria seca, fibra em detergente neutro, proteína bruta, extrato etéreo, carboidratos totais, carboidratos não fibrosos, nutrientes digestíveis totais, energia metabolizável, energia digestível e digestibilidade aparente dos nutrientes. O consumo de água ofertado sofreu influência dos teores de salinidade, elevando o consumo à medida que aumentava o nível salino. Os diferentes níveis de salinidade da água utilizadas no experimento não afetaram significativamente a produção de leite dos animais. Águas com até 8.326 mg l-1 de SDT não interferiram no consumo e na digestibilidade dos nutrientes de cabras em lactação em confinamentos. Entretanto, o incremento da salinidade da água afeta o seu consumo, sem afetar a produção de leite, portanto, esse tipo de água pode ser utilizado para cabras mestiças com 30 dias de lactação durante um período em até 65 dias de confinamento.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1