Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

In situ degradability of elephant grass ensiled with acerola by-product / Degradabilidade in situ do capim elefante ensilado com subproduto da acerola

Ferreira, Ana Cristina Holanda; Rodriguez, Norberto Mario; Neiva, José Neuman Miranda; Pimentel, Patrícia Guimarães; Lopes, Fernando César Ferraz; Gomes, Silas Primola; Mizubuti, Ivone Yurika; Pinto, Andréa Pereira.
Semina ciênc. agrar; 40(5,supl.1): 2427-2438, 2019. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: biblio-1501519

Resumo

This study evaluated the inclusion of increasing contents (0; 35; 70; 105 and 140 g kg-1) of dried acerola fruit (Malpighia glabra, Linn.) by-product (DABP) in the ensilage of elephant grass (Pennisetum purpureum, Schum.) considering the in situ degradability of dry matter (DM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF) and hemicellulose. Plastic drums with 210 L capacity were used as experimental silos. After 45 days of ensiling, silos were opened and silage samples were collected for the degradability trial and laboratory analysis. For the in situ degradability trial, was used one rumen-fistulated adult male cattle. The five by-product inclusion contents were tested in three replicates, with five incubation times, in a randomized complete split-plot design in which the contents of DABP were the treatments (plots), the different silos were the replicates and the incubation times were the sub-plots. Longer incubation times significantly increased (P < 0.05) the disappearance rates of DM, CP, NDF, ADF and hemicellulose. The effective degradability of the DM, NDF and hemicellulose was higher in the silages with 35 g kg-1 of DABP in the rumen passage rates of 0.02; 0.05 and 0.08 h-1. Dried acerola fruit by-product can be added to elephant grass ensiling up to 35 g kg-1 without reducing the effective degradability of nutrients.
O presente estudo avaliou a inclusão de teores crescentes (0; 35; 70; 105 e 140 g kg-1) do subproduto da acerola (Malpighia glabra, Linn.) desidratado (SPAD) na ensilagem do capim elefante (Pennisetum purpureum, Schum.) por meio da degradabilidade in situ da matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA) e hemicelulose. Foram utilizados tambores plásticos de 210 L como silos experimentais. Após 45 dias da ensilagem, os silos foram abertos e coletadas amostras para realização do ensaio de degradabilidade e análises laboratoriais. Para o estudo de degradabilidade in situ foi utilizado um bovino adulto macho, fistulado no rúmen. Os cinco teores do subproduto foram testados com três repetições e cinco tempos de incubação, em delineamento inteiramente casualizado com parcelas subdivididas, sendo os teores de SPAD os tratamentos (parcelas), os diferentes silos as repetições e os tempos de incubação as subparcelas. Os maiores tempos de incubação aumentaram significativamente (P < 0,05) as taxas de desaparecimento da MS, PB, FDN, FDA e hemicelulose. A degradabilidade efetiva da MS, FDN e hemicelulose apresentou maiores valores nas silagens com 35 g kg-1 SPAD nas taxas de passagem ruminais de 0,02; 0,05 e 0,08 h-1. O subproduto da acerola desidratado pode ser adicionado à ensilagem do capim elefante em até 35 g kg-1 sem reduzir a degradabilidade efetiva dos nutrientes.
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1