Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO DA ARTÉRIA CEL?ACA EM AVES (Gallus gallus) POEDEIRAS DA LINHAGEM DEKALB WHITE

enataRenataRenataRenata; Ozanam Carneiro e Silva, Frederico; Souto Severino, Renato; Salazar Drummond, Sérgio; Cristina Sola, Marília; Pereira Mendonça, Eliane; Bento de Faria, Artur.
Vet. Not. (Online); 12(2)2006.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1502187

Resumo

Estudou-se em 30 exemplares de Gallus gallus, da linhagem Dekalb White, a origem e distribuição da artéria celíaca. As aves foram adquiridas do plantel avícola da Granja Planalto, localizada no município de Uberlândia-MG. Após eutanásia, o sistema arterial, através de canulação da artéria isquiática esquerda foi injetado com solução aquosa a 50% de Neoprene Látex 450? corada e as aves foram fixadas em solução aquosa de formol a 10%. Posteriormente realizaram as dissecações e elaborações de esquemas individuais. Os resultados permitiram as seguintes conclusões: A artéria celíaca e seus ramos irrigaram em todos os espécimes estudados, o esôfago, proventrículo e ventrículo gástricos, baço, fígado, vesícula biliar, pâncreas, duodeno, jejuno, íleo e cecos; com a seguinte disposição, para o esôfago 1 a 2 ramos, proventrículo gástrico 3 a 9, ventrículo gástrico 6 a 10, fígado 2 a 4, vesícula biliar 1 a 2, baço 2 a 6, pâncreas e duodeno 28 a 50 e íleo e cecos 1 a 6 ramos.
Biblioteca responsável: BR68.1