Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Glicerina bruta associada à ureia na terminação de bovinos: consumo, desempenho e características da carne / Glycerin associated with urea in finishing beef cattle: performance and meat characteristics

D'Aurea, A. P; Ezequiel, J. M. B; D'Aurea, E. M. O; Santos, V. C; Fávaro, V. R; Homem Júnior, A. C; Almeida, M. T. C; Perez, H. L.
Arq. bras. med. vet. zootec; 69(1): 165-172, jan.-fev. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-836676

Resumo

Objetivou-se nesta pesquisa avaliar os efeitos da combinação de glicerina bruta e ureia sobre o consumo, o desempenho produtivo e as características da carne de bovinos da raça Nelore. O estudo foi conduzido no confinamento do Setor de Digestibilidade, pertencente à Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias-FCAV/Unesp, Câmpus de Jaboticabal. Para tal, 28 novilhas, da raça Nelore (n=28, com aproximadamente 20 meses de idade, 278±5,6kg), foram aleatoriamente distribuídas em quatro tratamentos utilizando-se de delineamento inteiramente ao acaso. Quatro dietas com energia metabolizável e proteína bruta semelhantes foram formuladas utilizando-se a proporção volumoso:concentrado de 30:70. O volumoso empregado foi silagem de milho, e os concentrados foram compostos por milho grão moído, casca de soja, farelo de girassol, e a utilização ou não de acordo com o tratamento de glicerina e ureia. A introdução da glicerina e da ureia na dieta foi fixada, respectivamente, em 10 e 1% de inclusão na matéria seca da dieta. Os tratamentos foram: C = controle sem glicerina e ureia; U= 1% de ureia na matéria seca; G10= 10% de glicerina na matéria seca; GU10= 10% de glicerina e 1% de ureia na matéria seca. A introdução de 10% de glicerina bruta, com ou sem a presença de ureia, não modificou o consumo, tampouco nenhuma variável do desempenho produtivo (P>0,05). As características físico-químicas da carne, bem como o perfil de ácidos graxos, também não foram modificadas. O desempenho dos animais e as características da carne foram satisfatórios e dentro dos padrões esperados encontrados na literatura. Assim, a associação de glicerina com ureia pode ser uma estratégia viável em sistemas de produção de bovinos confinados.(AU)
The aim of this research was to investigate the effect of glycerol with urea, on the consumption and nutritional performance of Nelore cattle. The work was conducted within the confines of the digestibility sector, belonging to the Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária - FCAV/Unesp campus Jaboticabal. Heifers, Nellore, with approximately 20 months of age with an average body weight of 278kg were allotted to four treatments using a completely randomized design. Four diets with similar metabolizable energy and crude protein were formulated using the forage: concentrate ratio of 30:70. The roughage used was corn silage. The concentrates used were composed of corn, soybean hulls, sunflower meal, and the use or not of glycerin and urea in accordance with the treatment. The introduction of glycerin and urea in the diet was fixed respectively at 10 and 1% inclusion in the diet dry matter, based on recommendations found in the literature for cattle confinados. The treatments were: C = control without glycerin and urea, U = 1 % urea in dry matter; G10 = 10% glycerin dry matter; GU10 = 10% glycerin and 1 % urea in dry matter. The diets were not different ( P>0.05 ) in regards to performance of animals or meat characteristics, so the use of glycerin or glycerine association with urea did not alter the growth traits of Nelore heifers finished in confinement. Thus the association of glycerol with urea may be a viable strategy in the production of cattle feedlot systems.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1