Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparative anatomy of the gluteal muscles of Sapajus libidinosus / Anatomia comparativa dos músculos da região glútea de Sapajus libidinosus

Soares, Nayane Peixoto; Vieira, Vanessa de Souza; Pereira, Dayane Kelly S; Lima, Fabiano Campos; Araújo, Eugênio Gonçalves; Pereira, Kleber Fernando.
Pesqui. vet. bras; 36(11): 1127-1131, Nov. 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-842011

Resumo

New World primates Sapajus sp. unexpectedly display cognitive aspects, tool use, social behavior, memory and anatomical aspects similar to Old World primates, such as chimpanzees and baboons. Convergent evolutionary aspects must have occurred between Sapajus and Old World primates and should be verified not only in terms of behavior analysis, but also of anatomical structure. The pelvic region can provide data for evolutionary verification trends, since taking standing position is one of the characteristics associated to the use of tools by early humans and pongids. We used eight specimens of Sapajus libidinosus to describe the deep muscular structure of the pelvis. Unlike humans, the gluteus medius muscle in S. libidinosus is completely covered by the gluteus maximus and elongated as compared to humans and chimpanzees, putatively by the elongated pelvis of S. libidinosus. Considering origin and insertion, the gluteus maximus muscle resembles more its counterpart in baboons than in humans and chimpanzees, since this muscle in baboons is associated to semibiped posture and to the tail. Gluteus minimum, piriformis, superior gemellus, internal shutter, gemellus and lower square muscles are positioned in this order in relation to the cranial-caudal axis, with all of its tendons converging for a common insertion in the greater trochanter. The muscles of the gluteal region of S. libidinosus are similar to the baboon, especially regarding the gluteus maximus, which points to the evolutionary kinship of these animals.(AU)
Os Sapajus sp apresentam aspectos cognitivos, uso de ferramentas, comportamento social e memória, além de aspectos anatômicos, similares à primatas do Velho Mundo, como chimpanzés e babuínos, fatos inesperados para estes animais, que são primatas do Novo Mundo. Aspectos evolutivos convergentes devem ter ocorrido entre Sapajus e primatas do Velho Mundo que devem ser verificados não somente em termos de análise do comportamento, mas da estrutura anatômica. A região pélvica pode fornecer dados para a verificação de tendências evolucionárias, pois assumir a posição bípede é uma das características associadas ao uso de ferramentas pelos humanos primitivos e pongídeos. Para descrever a estrutura muscular profunda da pelve, foram utilizados oito espécimes de Sapajus libidinosus. O músculo glúteo médio em S. libidinosus, diferente de humanos, é totalmente recoberto pelo glúteo máximo, é alongado em relação aos humanos e chimpanzés, putativamente pela pelve alongada dos S. libidinosus. O músculo glúteo máximo se assemelha, considerando origem e inserção mais aos babuínos do que em humanos e chimpanzés, uma vez que em babuínos esse músculo está associado à postura semibípede e à cauda. Os músculos glúteo mínimo, piriforme, gêmeo superior, obturador interno, gêmeo inferior e quadrado estão posicionados nesta ordem em relação ao eixo crânio-caudal com todos seus tendões convergindo para uma inserção comum no trocânter maior. Os músculos da região glútea de S. libidinosus são semelhantes ao babuíno principalmente no que se refere ao músculo glúteo máximo, o que reflete o parentesco evolutivo desses animais.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1