Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of physiological parameters of dogs submitted to uterine lymphatic mapping using patent blue V dye for anaphylaxis detection / Avaliação de parâmetros fisiológicos de cães submetidos ao mapeamento linfático uterino usando o corante azul patente V para a detecção de anafilaxia

Justino, Rebeca C; Cardoso, Guilherme S; Trautwein, Luiz G. C; Alves, Rubens I. A; Flaiban, Karina K. M. C; Martins, Maria Isabel M.
Pesqui. vet. bras; 36(12): 1209-1214, Dec. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-842026

Resumo

Lymphatic mapping has been performed in humans and dogs. Although several cases of anaphylaxis have been reported in humans, there are no such reports in dogs. The objective of this study was to identify the occurrence of adverse reactions to patent blue V dye in bitches undergoing uterine lymphatic mapping procedures using cardiovascular and hematological evaluations. The experiment was performed in 14 mongrel bitches without any reproductive disease, randomly assigned into two equal groups (PBV- uterine lynphatic mapping and OHE; Control - OHE only). The animals were submitted to pre- and postoperative hematological and serum biochemistry exams (7 days). The anesthetic protocol was: sedation (morphine and acepromazine), induction (propofol), maintenance (isoflurane), transoperative analgesia (fentanyl). Systolic blood pressure was monitored throughout the procedure and arterial blood gas analysis was performed immediate pre and postoperatively. For lymphatic mapping was injected patent blue V in the uterine wall, 10 minutes before OEH. Comparisons between the pre- and postoperative parameters within the same animal were performed using the Wilcoxon-Mann-Whitney test. To compare the values between control and PBV group was obtaining the difference between the pre and post of each group, subjected to the Mann-Whitney test (significance of 5%). Differences were observed (P<0.05) between the pre- and postoperative evaluations in the PBV (total protein and the albumin serum), in both groups (arterial partial pressure of oxygen) and in the Control (arterial oxygen saturation). There were no signs of adverse reactions to the patent blue V dye in the healthy bitches submitted to lymphatic uterine mapping.(AU)
O mapeamento linfático tem sido realizado em humanos e cães. Embora inúmeros casos de anafilaxia já tenham sido relatados em humanos, não existem tais relatos em cães. O objetivo deste estudo foi identificar a ocorrência de reações adversas ao corante azul patente V em cadelas submetidas ao mapeamento linfático uterino, usando avaliações cardiovasculares e hematológicas. O experimento foi realizado em 14 cadelas mestiças, divididas igualmente em dois grupos (PBV- mapeamento linfático uterino e OEH; Controle - apenas OEH). Os animais foram submetidos a exames hematológicos e bioquímicos séricos no pré e pós-operatório (7 dias). O protocolo anestésico foi: sedação (morfina e acepromazina), indução (propofol), manutenção (isoflurano), analgesia trans-operatória (fentanil). A pressão arterial sistólica foi monitorada durante todo o procedimento e hemogasometria arterial no pré e pós-operatório imediato. Para o mapeamento linfático foi injetado azul patente V na parede uterina, 10 minutos antes de realizar a OEH. Comparações entre os valores do pré e pós-operatório do mesmo animal foram realizados pelo teste Wilcoxon-Mann-Whitney. Para a comparação dos valores entre Controle e PBV foi realizado a obtenção da diferença entre os valores pré e pós de cada grupo, submetidas ao teste de Mann-Whitney (significância de 5%). Diferenças foram observadas (p<0,05) entre as avaliações pré e pós-operatórias no PBV (proteína total e albumina), ambos os grupos (pressão parcial de oxigênio arterial) e no Controle (saturação de oxigênio arterial). Não houve sinais de reação adversa ao corante azul patente V em cadelas saudáveis submetidas ao mapeamento linfático uterino.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1