Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Early and late analysis of postpartum stress in newborn foals / Análise do estresse no pós-parto imediato e tardio em potros neonatos

Cruz, R. K. S; Alfonso, A; Lourenço, M. L. G; Souza, F. F; Oba, E; Ramos, P. R. R; Chiacchio, S. B.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 69(4)jul.-ago. 2017. ilus, graf, tab
Artigo em Inglês | | ID: biblio-876508

Resumo

The aim of this study was to evaluate newborn foals stress in the first 48 hours of life. Heart rate (HR), heart rate variability (HRV) and serum cortisol concentrations, blood glucose, and lactate were determined in foals (n = 20, Paint Horse). Cortisol concentrations decreased significantly between four and 48 hours, with the highest concentration at 4 hours after birth. Positive correlations between cortisol and lactate occurred between 12 and 16 hours. And there was a negative correlation between cortisol and lactate 4 hours after birth. Among the values obtained for HR, there was significantly difference between the the value obtained at twelve hours of life moment and all the other moments measured, the highest values were at birth, 24 and 48 hours of life. Among HRV indexes, there were no statistical differences between the variables analysed. The cortisol, HR and HRV alterations were consistent to neonatal stress, but might be related to extrauterine environment adaptation associated to sympathoadrenal response, since those foals were healthy.(AU)
O objetivo deste estudo foi avaliar o estresse em potros neonatos nas primeiras 48 horas de vida. FC, VFC, concentrações de cortisol sérico, glicemia e lactatemia foram determinadas em potros (n = 20; Paint Horse). As concentrações de cortisol reduziram significativamente, entre quatro e 48 horas, sendo o maior valor observado às quatro horas após o nascimento. Correlações positivas entre cortisol e lactato ocorreram entre 12 e 16 horas de vida. E ocorreu correlação negativa entre cortisol e lactato às quatro horas de vida. Os valores de FC divergiram significativamente entre os momentos ao nascimento, quatro, oito, 16, 20, 24, 36 e 48 horas quanto comparados com as 12 horas de vida, sendo os maiores valores ao nascimento, às 24 e às 48 horas. Entre os índices de VFC, não foram observadas diferenças estatísticas para as variáveis analisadas. As alterações encontradas para cortisol, FC e VFC são condizentes com um quadro de estresse neonatal, mas podem estar relacionadas com o período de adaptação à vida extrauterina, associada a uma resposta simpatoadrenal, visto que os potros apresentavam-se saudáveis.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1