Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prebiotic effects of inulin extracted from burdock (Arctium lappa) in broilers / Efeito prebiótico da inulina extraída da bardana (Arctium lappa) em frangos de corte

Itaya, Nair Massumi; Oliveira, Maria Gabriela Xavier de; Oliveira, Mirela Caroline Vilela de; Porreta, Camila; Menão, Márcia Cristina; Borges, Ricardo Moraes; Silva, José Roberto Machado Cunha da; Borges, João Carlos Shimada; Knöbl, Terezinha.
Arq. Inst. Biol; 84: e0522016, 2017. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-887863

Resumo

The aim of this study was to evaluate the prebiotic effect of burdock (Arctium lappa) in commercial poultry. Four experiments were conducted to evaluate the performance parameters and the protection after challenge with Salmonella Enteritidis and Salmonella Kedougou, with and without Bifidobacterium probiotic. In two trials, the chickens were fed with flour burdock 1% during 42 days. In the other two, the chickens were fed with fructan extracted from burdock (inulin), by gavage, at a concentration of 100 mg/bird, during the first three days of life. The results showed that the broilers treated with burdock flour showed underperformed, with less weight gain from the second week, and the worst results in the fattening stage. The treated birds had diarrhea and impaired intestinal integrity. However, the groups treated with the flour had a lower rate of intestinal colonization by Salmonella Kedougou, after challenge. No statistically significant differences were detected in the performance parameters of broilers receiving the inulin, and the morphometric analysis showed no lesions in the intestinal villi. However, there was no protection in the challenge with Salmonella Enteritidis, regardless of association with probiotic. These results demonstrated that the manner of administration has influence on the prebiotic effect of burdock. The burdock flour was administered for 42 days, which may have influenced intestinal mucosal injury. Instead, the inulin was given only in the first three days, which may have been insufficient for protection against Salmonella. New experiments are needed to determine an able formulation for a protective effect, without negative impact on growth, weight gain and feed conversion of the supplemented animals.(AU)
Este projeto teve por objetivo avaliar o efeito prebiótico da bardana (Arctium lappa) em aves comerciais. Foram realizados quatro experimentos para avaliar os parâmetros zootécnicos e o grau de proteção após o desafio com Salmonella Kedougou e Salmonella Enteritidis, com e sem a adição de probióticos à base de Bifidobacterium. Em dois experimentos, as aves receberam a farinha de bardana 1% na ração, durante 42 dias. Nos outros dois, as aves receberam o frutano extraído da bardana (inulina), por gavagem, na concentração de 100 mg/ave, nos três primeiros dias de vida. Os resultados demonstraram que os frangos tratados com farinha de bardana apresentaram desempenho zootécnico inferior ao controle, com menor ganho de peso a partir da segunda semana e piores resultados na fase de engorda. As aves tratadas apresentaram diarreia e comprometimento da integridade intestinal. Em contrapartida, os grupos tratados com a farinha tiveram menor taxa de colonização intestinal por Salmonella Kedougou, após o desafio. Não foram detectadas diferenças estatisticamente significativas nos parâmetros zootécnicos dos frangos que receberam a inulina, e a análise morfométrica não evidenciou lesões nas vilosidades intestinais. No entanto, não houve proteção no desafio por Salmonella Enteritidis, independentemente da associação com probiótico. Esses resultados demonstraram que o modo de administração tem influência sobre o efeito prebiótico da bardana. A farinha de bardana foi administrada por 42 dias, o que pode ter causado a lesão da mucosa intestinal. Em contrapartida, a inulina foi administrada apenas nos primeiros três primeiros dias, o que pode ter sido insuficiente para proteção contra Salmonella. Novos experimentos são necessários para determinar uma formulação capaz de promover efeito protetor, sem impacto negativo no crescimento, ganho de peso e conversão alimentar dos animais suplementados.(AU)
Biblioteca responsável: BR1942.1