Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação de um controle estratégico da artrite encefalite caprina em rebanho caprino leiteiro / Evaluation of strategic control of caprine arthritis- encephalitis in dairy herd goats

Rodrigues, A. S; Pinheiro, R. R; Brito, R. L. L; Andrioli, A; Oliveira, E. L; Sider, L. H; Santos, V. W; Oliveira, L. S; Dias, R. P; Gouveia, A. M. G; Teixeira, M. F. S.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 70(1): 139-146, Jan.-Feb. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-888074

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização periódica de testes de diagnóstico mais sensíveis aliados às práticas de manejo, visando ao controle eficaz da artrite encefalite caprina (CAE). Foram realizadas oito coletas de sangue em matrizes e reprodutores. Da primeira à sétima análise, as coletas foram quadrimestrais, utilizando-se os testes de imunodifusão em gel de agarose (IDGA), ensaio imunoenzimático indireto (ELISA-i) e Western Blot (WB). A oitava coleta aconteceu seis meses após a sétima, utilizando-se o WB e a reação em cadeia de polimerase (PCR). A prevalência da CAE foi de 6,8%, 14,9% e 39,2% no IDGA, ELISA-i e WB, respectivamente. Na última análise, foram detectados 0,9% de animais positivos pelo WB e 10,8% pela PCR. Apesar de não erradicarem a CAE, as medidas adotadas, aliadas à utilização periódica dos testes sorológicos e à combinação com a PCR, foram importantes para reduzir significativamente os animais soropositivos no rebanho.(AU)
The aim of this study was to evaluate the periodic use of more sensitive diagnostic tests associated to management practices for the effective control of caprine arthritis-encephalitis (CAE). We carried out eight blood samples in does and bucks. From the first to the seventh analysis, the samples were quarterly, using Agarose Gel Immunodiffusion (AGID), Enzyme linked immunosorbent assay (i-ELISA) and Western Blot (WB) tests. The eighth collection was made six months after the seventh, using the WB and Polymerase Chain Reaction (PCR). The prevalence of CAE was 6.8%, 14.9% and 39.2% in the AGID, i-ELISA and WB respectively. The last analysis detected 0.9% of animals positive by WB and 10.8% by PCR. Although they do not eradicate CAE, steps taken together with the periodic use of serological tests and the combination with PCR were important to significantly reduce positive animals in the herd.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1