Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Genotyping and antimicrobial resistance in Escherichia coli from pig carcasses / Genotipagem e resistência antimicrobiana de Escherichia coli em carcaças suínas

Pissetti, Caroline; Werlang, Gabriela Orosco; Kich, Jalusa Deon; Cardoso, Marisa.
Pesqui. vet. bras; 37(11): 1253-1260, Nov. 2017. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-895355

Resumo

The increasing antimicrobial resistance observed worldwide in bacteria isolated from human and animals is a matter of extreme concern and has led to the monitoring of antimicrobial resistance in pathogenic and commensal bacteria. The aim of this study was to evaluate the antimicrobial resistance profile of Escherichia coli isolated from pig carcasses and to assess the occurrence of relevant resistance genes. A total of 319 E. coli isolates were tested for antimicrobial susceptibility against different antimicrobial agents. Moreover, the presence of extended-spectrum β-lactamase (ESBL) and inducible ampC-β-lactamase producers was investigated. Eighteen multi-resistant strains were chosen for resistance gene detection and PFGE characterization. The study showed that resistance to antimicrobials is widespread in E. coli isolated from pig carcasses, since 86.2% of the strains were resistant to at least one antimicrobial and 71.5% displayed multi-resistance profiles. No ampC-producing isolates were detected and only one ESBL-producing E. coli was identified. Genes strA (n=15), floR (n=14), aac(3)IVa (n=13), tetB (n=13), sul2 (n=12), tetA (n=11), aph(3)Ia (n=8) and sul3 (n=5) were detected by PCR. PFGE analysis of these multi-resistant E. coli strains showed less than 80% similarity among them. We conclude that antimicrobial multi-resistant E. coli strains are common on pig carcasses and present highly diverse genotypes and resistance phenotypes and genotypes.(AU)
O incremento de resistência frente aos antimicrobianos, observado em bactérias isoladas de humanos e animais, tem sido motivo de preocupação mundial e levado ao monitoramento dos perfis de resistência em bactérias patogênicas e comensais. O objetivo desse estudo foi avaliar o perfil de resistência em Escherichia coli isolada de carcaças suínas e descrever a ocorrência de alguns genes de resistência relevantes. Um total de 319 isolados de E. coli foi testado quanto à suscetibilidade frente a diversos antimicrobianos. A presença de isolados produtores de β-lactamases (ESBL) de espectro estendido e β-lactamase induzível do tipo ampC foi também investigada. Dezoito cepas multirresistentes foram escolhidas para investigação de genes de resistência e caracterização por macro-restrição (PFGE). Os resultados demonstraram que a resistência a antimicrobianos está disseminada, pois 86,2% dos isolados de E. coli foram resistentes ao menos a um antimicrobiano e 71,5% apresentaram perfil de multirresistência. Uma cepa de E. coli produtora de ESBL e nenhuma produtora de ampC induzível foram identificadas. Os genes strA (n=15); floR (n=14);aac(3)-IVa (n=13); tetB (n=13); sul2 (n=12); tetA (n=11); aph(3')Ia (n=8); sul3 (n=5) foram detectados por PCR. A análise de PFGE demonstrou que cepas de E. coli multirresistentes apresentaram similaridade inferior a 80% entre si. Concluiu-se que cepas multirresistentes de E. coli são frequentes em carcaças de suínos e apresentam uma alta diversidade genotípica, bem como de fenótipos e genes de resistência.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1