Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Acaricidal activity of ethanolic extracts of Stryphnodendron adstringens and Lafoensia pacari and oil resins from Copaifera sp. and Pterodon emarginatus against Sarcoptes scabiei var. suis / Atividade acaricida dos extratos etanólicos de Stryphnodendron adstringens Mart. e Lafoensia pacari A. St Hil., bem como das óleo-resinas de Copaifera sp. e Pterodon emarginatus Vogel, 1837 contra Sarcoptes scabiei var. suis

Faria, Adriana Marques; Santos, Adriana da Silva; Ferreira, Lorena Lopes; Bastos, Thiago Souza Azeredo; Louly, Carla Cristina Braz; Matos, Moema Pacheco Chediak; Conceição, Edemilson Cardoso da; Moura, Veridiana Maria Brianezi Diganai de.
Pesqui. vet. bras; 37(12): 1411-1415, dez. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-895386

Resumo

In vitro bioassay using Sarcoptes scabiei as a test microorganism is a viable method of study for diverse drugs with acaricidal properties. A great amount of assays proves the diverse and efficient biological activity of extracts and compounds from Brazilian savanna plants. This study had as main object, test and compare the acaricidal activity of four Brazilian Cerrado bioproducts: Stryphnodendron adstringens Mart., Copaifera sp., Lafoensia pacari A. St Hil. and Pterodon emarginatus Vogel, 1837. To perform this test S. scabiei mites were collected from crusts removed on ears of highly infected sows. The mites were selected and separated in Petri dishes with three different concentrations (25, 50 and 75%) of each bioproduct, to evaluate their potential acaricidal activity. The mortality of the mites was counted in each Petri dish every hour, during five hours. The statistical analyses demonstrated differences between the bioproducts tested. The oleoresin of Copaifera sp. and P. emarginatus presented the best results with 100% of mites mortality after treatment. The ethanolic extracts of S. adstringens and L. pacari demonstrated lower acaricidal activity when compared to the oleoresins, with little or no difference among the control groups tested. This bioassay demonstrated to be efficient, reliable, low cost and easy accomplishment. Oil resins from Copaifera sp. and P. emarginatus have in vitro acaricidal activity against adult females of S. scabiei var. suis.(AU)
O uso de Sarcoptes scabiei como microrganismo teste para bioensaio in vitro é um método de estudo viável para diversas drogas acaricidas. Muitos ensaios comprovam a diversidade e eficiência de atividade biocida de extratos e componentes presentes em plantas do cerrado brasileiro. Este trabalho objetivou testar e comparar a atividade acaricida de quatro bioprodutos do cerrado brasileiro: Stryphnodendron adstringens Mart., Lafoensia pacari A. St Hil., Copaifera sp. e Pterodon emarginatus Vogel, 1837. Para este estudo, ácaros S. scabiei foram colhidos em crostas removidas de orelhas de fêmeas suínas altamente infestadas. Os ácaros foram selecionados, separados e colocados em placas de Petri com três diferentes concentrações (25, 50 e 75%) de bioprodutos, para avaliar o potencial de atividade acaricida de cada um. Foi realizada a contagem da mortalidade dos ácaros em cada placa de Petri a cada hora, durante cinco horas. As análises estatísticas demonstraram diferenças entre os bioprodutos testados. As óleo-resinas de Copaifera sp. e P. emarginatus apresentaram os melhores resultados, com 100% de mortalidade dos ácaros após tratamento. Os extratos etanólicos de S. adstringens Mart. e L. pacari demonstraram menor atividade acaricida quando comparados as óleo-resinas, com pequena ou nenhuma diferença entre os resultados dos grupos controle. Este ensaio demonstrou ser uma ferramenta eficiente, confiável, de baixo custo e de fácil realização. As óleo-resinas Copaifera sp. e P. emarginatus possuem atividade acaricida in vitro sobre fêmeas adultas de S. scabiei var. suis.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1