Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Relação entre escore de condição corporal e escore de locomoção em vacas leiteiras submetidas a manejo semiextensivo de alimentação / Relationship between body condition score and locomotion score on dairy cows submitted to semiextensive feeding management

Barbosa, A; Pizoni, C; Luz, G. B; Correa, M. N; Rabassa, V. R; del Pino, F. A. B; Moraes, F. P; Martins, C. F.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online); 70(4): 1129-1134, jul.-ago. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-916629

Resumo

Métodos observacionais subjetivos, como escore de locomoção (EL) e escore de condição corporal (ECC), têm sido amplamente utilizados para avaliação populacional de diferentes graus de claudicação e estado nutricional em bovinos. Este estudo objetivou verificar a associação longitudinal entre o escore de condição corporal e o escore de locomoção em vacas da raça Holandesa submetidas a um regime alimentar semiextensivo. O período experimental compreendeu dois anos de observações, em uma propriedade localizada no sul do Rio Grande do Sul. O grupo experimental foi constituído por 900 vacas lactantes, que foram avaliadas trimestralmente por dinâmica ortopédica pelo EL e do estado metabólico pelo ECC. A coleta desses dados foi realizada por três veterinários treinados. A fim de se verificar a correlação entre variáveis, utilizou-se o programa SAS, por meio do método de correlação de Pearson, para determinar a associação entre as variáveis avaliadas (EL e ECC), com nível de significância de 5%. A distribuição dos diferentes escores de locomoção durante o período foi a seguinte: 57,2% dos animais tiveram o escore de locomoção 1, ou seja, estavam saudáveis em relação ao sistema locomotor. O restante dos animais que apresentou algum grau de dificuldade de locomoção distribuiu-se da seguinte forma, segundo a intensidade: 21,6% dos animais apresentaram EL2, 15,5% deles EL3, 3,5% deles EL4 e 2,2% deles EL5. Quanto ao resultado da correlação, observou-se associação negativa (r= -0,57) entre ECC e EL (P= 0,03), com ECC médio de 2,97±0,33 e EL de 1,35±0,24 durante o período experimental. Portanto, há uma correlação negativa entre o escore de condição corporal e o escore de locomoção em vacas da raça Holandesa submetidas ao regime alimentar semiextensivo.(AU)
Subjective observational methods such as locomotion score (LS) and body condition score (BSC) have been widely used for populations evaluation of different degrees of claudication and nutritional status in cattle. This study aimed to verify the longitudinal association between body condition score and locomotion score in Holstein cows submitted to a semi-extensive breeding regime. The experimental period comprised two years of observations at a property located in the South of Rio Grande do Sul. The experimental group consisted of 900 lactating cows, which were evaluated quarterly, being evaluated by orthopedic dynamics through LS and of the metabolic status through BCS. The collection of these data was performed by three trained veterinarians. To verify the correlation between variables, the SAS program was used using the Pearson Correlation method to determine the association between the variables evaluated (LS and BSC), at a significance level of 5%. The rest of the animals that showed some degree of locomotion difficulty, were distributed following intensity: 21.6% of LS2 animals, 15.5% of LS3 animals, 3.5% with LS4, and 2.2% with LS5, while 57,2% were without locomotion difficulty (LS1). Regarding the correlation result, a negative association (r= -0.57) was found between BSC and LS (P=0.03), with an overall of BSC of 2.97±0.33 and LS of 1, 35±0.24 during the experimental period. Therefore, there is a negative correlation between body condition score and locomotion score in Holstein cows submitted to the semi-extensive breeding regime.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1